Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da representação política: capacidade representativa do sistema partidário e eleitoral em São Paulo

Processo: 15/13377-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Comportamento Político
Pesquisador responsável:Rachel Meneguello
Beneficiário:Henrique dos Santos Curi
Instituição-sede: Centro de Estudos de Opinião Pública (CESOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/19330-8 - Organização e funcionamento da política representativa no Estado de São Paulo (1994 e 2014), AP.TEM
Assunto(s):Representação política   Participação política   Eleições (processo político)   Partidos políticos   São Paulo

Resumo

O objetivo geral deste projeto é analisar a organização e o funcionamento da política representativa no estado de São Paulo entre 1994 e 2014. O projeto está voltado para a compreensão de três dimensões: a) a organizacional, que objetiva identificar a estrutura organizacional dos partidos políticos, a distribuição de poder intrapartidário, as fontes de financiamento e de recrutamento político, bem como as características das elites partidárias e dos filiados; b) a competitiva, que tem como finalidade compreender o padrão de competição no estado e nas regiões intra-estaduais, identificando as bases das forças políticas e suas estratégias eleitorais e de organização; e c) a representativa, que busca analisar os padrões de votação no estado no período, assim como a qualidade da relação entre os eleitores e o sistema de representação em São Paulo. Em termos analíticos, o projeto busca mostrar a importância das variáveis de natureza organizacional para apreender o desenvolvimento dos partidos no estado, e das variáveis contextuais tanto institucionais, quanto estruturais socioeconômicas na compreensão do comportamento eleitoral, abrindo-se para o terreno das abordagens que reconhecem o impacto dos diferentes níveis da realidade social sobre o comportamento político de indivíduos e grupos, sem que isso se contraponha aos parâmetros da racionalidade e do papel das instituições. Em termos metodológicos, o projeto enfatiza a pesquisa empírica e seus objetivos serão atingidos por meio da produção e análise de dados de nível individual obtidos em pesquisas tipo survey, de dados institucionais partidários, organizados a partir de informações a serem coletadas nos próprios partidos, dados eleitorais oficiais obtidos junto ao TSE e TRE-SP, além de dados socioeconômicos organizados pela Fundação Seade e IBGE.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.