Busca avançada
Ano de início
Entree

Função do receptor GPR109a nos efeitos da tributirina em camundongos alimentados com dieta rica em gordura

Processo: 15/03962-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 15 de outubro de 2015
Vigência (Término): 14 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Marco Aurélio Ramirez Vinolo
Beneficiário:Fabio Takeo Sato
Supervisor no Exterior: Eliana Marino
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: Monash University, Austrália  
Vinculado à bolsa:12/15774-9 - Aplicação de inibidores de histonas desacetilase no tratamento da obesidade e resistência à insulina associada, BP.DR
Assunto(s):Diabetes mellitus   Tributirina   Resistência à insulina   Obesidade

Resumo

Butirato é um ácido graxo de cadeia curta (AGCC) produzido por componentes da microbiota intestinal. Elevação na sua biodisponibilidade por ingestão de fibras ou suplementação na dieta tem se mostrado eficaz em prevenir o desenvolvimento de desarranjos metabólicos e a resistência à insulina associada com obesidade. Tributirina (Tb) é um pró-fármaco do butirato. Esse triglicerídeo, que contêm três moléculas de butirato, é rapidamente hidrolisado quando administrado por oral, liberando butirato na circulação sanguínea. O objetivo desse estudo é investigar a participação do receptor GPR109A, uma proteína de membrana que pode ser ativado por agonistas como hidroxibutirato, ácido nicotínico e butirato, no efeito da tributirina em um modelo de obesidade e resistência à insulina. Camundongos nocautes para GPR109A e camundongos selvagens serão alimentados com uma dieta rica em gordura por 8 semanas e então tratados por gavagem com Tb (2 g/kg de peso corpóreo, 3 vezes por semana) durante 6 semanas. Os camundongos serão avaliados quanto a tolerância à glicose e à insulina uma semana antes do início do tratamento e depois de 4 semanas após o início da administração de Tb. Ao final do tratamento, camundongos irão ser eutanasiados e as amostras biológicas coletadas, incluindo fígado, soro e tecido adiposo. O soro será usado para determinação de perfis lipídicos (medidas de colesterol, triglicerídeos e ácidos graxos livres) e atividade de enzimas hepáticas. O tecido adiposo será digerido com colagenase para obtenção de adipócitos e células do estroma. Serão medidos a lipólise dos adipócitos, enquanto na fração estromal, a quantidade de macrófagos M1 e M2 será analisada por citometria de fluxo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)