Busca avançada
Ano de início
Entree

A formação em relações públicas e o processo de decisão estratégica: uma abordagem a partir da interculturalidade

Processo: 15/14657-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2015
Vigência (Término): 25 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação - Relações Públicas e Propaganda
Pesquisador responsável:Raquel Cabral
Beneficiário:Alana Carolina Gomes
Supervisor no Exterior: Ana María Cortijo Sánchez
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad de Sevilla (US), Espanha  
Vinculado à bolsa:14/14761-6 - A formação em Relações Públicas e o processo de decisão estratégica: uma abordagem a partir da interculturalidade, BP.IC
Assunto(s):Relações públicas   Decisão em marketing

Resumo

A pesquisa tem por objetivo estudar e discutir a influência dos aspectos interculturais no processo de decisão estratégica, com base na análise da formação em Relações Públicas em dois contextos culturais distintos. A experiência e vivência no estrangeiro permitirão a identificação de certos conceitos-chave relacionados à formação em Relações Públicas em contextos acadêmicos e profissionais, além de acompanhar o programa interuniversitário "De la clase a la cuenta/Da classe ao mercado internacional" entre a UNESP (Brasil) e da Universidade de Sevilha (Espanha). A proposta de pesquisa consiste em estudar e sistematizar como a noção de competência intercultural pode influenciar na formação de profissionais de Relações Públicas e na tomada de decisões estratégicas, além de estabelecer possíveis estratégias de sensibilização que podem ser aplicadas na interpretação de aspectos interculturais. Dessa maneira, os estudos sobre interculturalidade buscam reconhecer os melhores aspectos que cada cultura tem para oferecer, tendo como base, uma nova forma de pensar, que respeite as diferenças e peculiaridades de cada povo buscando sempre o bem comum da sociedade. Assim, o profissional interculturalmente competente, deve ser capaz de diagnosticar quais os aspectos de seu comportamento que são afetados por sua própria cultura, atenuando suas peculiaridades e entendendo o comportamento de todos ao seu redor, sendo, colegas de trabalho, supervisores ou público externo. Buscamos com a presente pesquisa, analisar como fatores interculturais afetam a comunicação e, posteriormente, formular estratégias que sejam relevantes, adequados e eficazes que possam ser aplicados na formação específica de Profissionais de Relações públicas. Diante disso, pretendemos compreender como as identidades culturais, visão de mundo e formação cultural influenciam a formulação de estratégias em comunicação, partindo da formação de estudantes em Relações Públicas. As atividades realizadas na Espanha permitirão a aluna conhecer e observar os processos de planejamento estratégico e de produção/criação em comunicação como mecanismos que ajudam na tomada de decisões estratégicas no campo das Relações Públicas, de tal modo a entender as complexidades que envolvem o pensamento estratégico. Por isso, afirmamos que esta experiência irá incentivar a aluna na formação de um ponto de vista crítico, tanto na sua formação acadêmica quanto pessoal, contribuindo para sua produção científica no contexto brasileiro, e nas teorias de Relações Públicas além de aumentar o seu conteúdo cultural e experiências internacionais. (AU)