Busca avançada
Ano de início
Entree

Transcrição de documentos e elaboração de planilhas no âmbito do projeto "uma História Econômica do tráfico de escravos em Angola"

Processo: 15/13384-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Moderna e Contemporânea
Pesquisador responsável:Maximiliano Mac Menz
Beneficiário:Bruna Valença Mallorga
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/14896-9 - Uma história econômica do tráfico de escravos em Angola: financiamento, fiscalidade, transporte (c. 1730 - 1807), AP.R
Assunto(s):História econômica   Mercantilismo

Resumo

O projeto de pesquisa "Uma história econômica do tráfico de escravos em Angola: financiamento, fiscalidade, transporte (c. 1730 - 1807)" trabalhará com séries massivas de dados. Para a construção de uma balança de pagamentos da praça africana serão utilizadas as séries das exportações de escravos e da entrada de navios em Luanda, os preços médios dos escravos e as cargas médias das embarcações originadas na América e na Europa. Para definir mais bem a dinâmica econômica de Angola no interior do Império português serão incorporados dados populacionais, registros fiscais e da evolução dos dízimos de Luanda, comparando-os com séries similares das três mais importantes capitanias do Brasil: Rio de Janeiro, Bahia e Pernambico entre o início do século XVIII e o final do século XVIII. Também será utilizada uma ampla documentação mercantil, os livros da administração do contrato de Angola e da CGPP, além de outros documentos, procurando identificar as principais operações financeiras e agentes envolvidos no negócio. Será constituído um pequeno banco de dados com as operações mercantis e o nome dos agentes, organizando os dados e analisando os negócios em diferentes blocos temporais.Pretende-se ainda identificar os armadores mais relevantes através das transações de compra e venda de navios negreiros nos arquivos notariais brasileiros, particularmente do Rio de Janeiro, visando questionar as origens das embarcações que carregavam escravos. O bolsista de auxílio técnico deverá auxiliar na elaboração das planilhas e administrar os bancos de dados que serão utilizados durante a pesquisa.