Busca avançada
Ano de início
Entree

Recuperação da frequência cardíaca pós-exercício: influência da termorregulação

Processo: 15/15466-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 15 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 14 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Cláudia Lúcia de Moraes Forjaz
Beneficiário:Tiago Peçanha de Oliveira
Supervisor no Exterior: David Andrew Low
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte (EEFE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Liverpool John Moores University (LJMU), Inglaterra  
Vinculado à bolsa:13/05519-4 - Recuperação da frequência cardíaca pós-exercício: mecanismos reguladores em normotensos e hipertensos, BP.DR
Assunto(s):Frequência cardíaca   Exercício físico   Regulação da temperatura corporal

Resumo

A recuperação da frequência cardíaca pós-exercício (RecFC) é uma ferramenta prática de avaliação da recuperação autonômica cardíaca após o exercício. De fato, a RecFC no primeiro minuto pós-exercício é principalmente determinada pela reativação parassimpática, enquanto a RecFC após este período é mediada pela soma de reativação parassimpática e retirada simpática. Além de ser um índice de função autonômica, a RecFC também tem se mostrado sensível a morbidade e mortalidade cardiovascular, fato este que aumenta a importância clínica desta variável como ferramenta prognóstica. Diversos estudos tem investigado os mecanismos que regulam a RecFC, e a termorregulação tem sido sugerida como um potencial mecanismo. Dados do meu projeto de doutorado indicam que um protocolo de resfriamento pós-exercício utilizando um ventilador é capaz de acelerar a RecFC após o exercício aeróbico. De maneira inesperada, no entanto, apesar de acelerar a RecFC, o protocolo de resfriamento não reduziu a temperatura interna, o que indica que talvez a RecFC esteja sob controle de outros aspectos da termorregulação além da temperatura interna, tais como a temperatura e o fluxo sanguíneo da pele. Portanto, o objetivo deste projeto é avaliar a influência das respostas termorregulatórias induzidas pelo exercício sobre a RecFC. Para isto, 12 homens saudáveis irão realizar duas sessões aleatórias de 10 min de exercício submáximo em cicloergômetro seguido por um período de recuperação na posição sentada. Em uma sessão os sujeitos irão realizar o exercício no estado de normotermia, enquanto na outra eles irão realizar o exercício após serem submetidos a um protocolo de estresse térmico de todo o corpo (roupa térmica perfundida com água aquecida), objetivando aumentar a temperatura interna em 1°C. A partir da frequência cardíaca (FC) coletada durante todo o protocolo, a RecFC irá ser avaliada utilizando-se os seguintes índices: a) RecFC30s, RecFC60s e RecFC300s - i.e. redução absoluta da FC 30, 60 e 300 s após o exercício em relação à FC pico do exercício; b) T30 - i.e. recíproca negativa da inclinação da reta de regressão entre o logaritmo natural da FC nos primeiros 30 s após o exercício pelo tempo; c) HRRt - constante de tempo de decaimento da RecFC durante os 5 minutos de recuperação, após ajuste exponencial de primeira ordem. Adicionalmente, a variabilidade da FC pós-exercício será avaliada em segmentos de 30 s durante toda a recuperação a partir do cálculo da raiz média quadrática residual (RMS) e da raiz média quadrática da diferença dos intervalos RR sucessivos (rMSSD). Além das medidas de FC, a pressão arterial batimento-a-batimento, a temperatura interna e a da pele, e o fluxo sanguíneo e a condutância da pele, serão avaliados continuamente durante o protocolo experimental. Os dados serão expressos em média ± desvio padrão. A RecFC e as outras variáveis serão comparadas entre as sessões de exercício utilizando um teste t de Student para medidas pareadas ou pela análise de variância de medidas repetidas de dois fatores (p < 0,05). As associações entre a RecFC e os índices termorregulatórios serão testadas por meio de regressões simples e múltiplas.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PECANHA, TIAGO; LOW, DAVID; DE BRITO, LEANDRO CAMPOS; FECCHIO, RAFAEL YOKOYAMA; DE SOUSA, PATRICIA NASCIMENTO; DA SILVA-JUNIOR, NATAN DANIEL; DE ABREU, ANDREA PIO; DA SILVA, GIOVANIO VIEIRA; MION-JUNIOR, DECIO; FORJAZ, CLAUDIA LUCIA DE MORAES. Effects of postexercise cooling on heart rate recovery in normotensive and hypertensive men. CLINICAL PHYSIOLOGY AND FUNCTIONAL IMAGING, DEC 2019. Citações Web of Science: 0.
PECANHA, TIAGO; FORJAZ, CLAUDIA L. M.; LOW, DAVID. A. Additive effects of heating and exercise on baroreflex control of heart rate in healthy males. Journal of Applied Physiology, v. 123, n. 6, p. 1555-1562, DEC 2017. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.