Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da participação da neurotransmissão CRFérgica do núcleo leito da estria terminal (NLET) no controle da função cardiovascular em ratos: envolvimento nas alterações cardiovasculares induzidas pelo estresse crônico variável?

Processo: 14/23082-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2015
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Carlos Cesar Crestani
Beneficiário:Leandro Augusto de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/26566-1 - Ativação de neurônios CRF do núcleo leito da estria terminal (NLET) em ratos expostos ao estresse de derrota/testemunha, BE.EP.DR
Assunto(s):Ratos   Estresse crônico   Neurofarmacologia

Resumo

O núcleo leito da estria terminal (NLET) é uma estrutura límbica localizada no prosencéfalo rostral, no qual forma um contínuo rostralmente à amígdala e é um constituinte da "amígdala estendida". Estudos tem demonstrado um envolvimento do NLET no controle da função cardiovascular, da atividade neuroendócrina e de respostas comportamentais. Entretanto, os mecanismos neuroquímicos no NLET, especialmente neuropeptidérgicos, associados com o controle da função cardiovascular por esse núcleo ainda são pouco compreendidos. Foi identificada a presença da sinalização do fator liberador de corticotrofina (CRF) no NLET, além do envolvimento desse mecanismo de sinalização do NLET nos ajustes cardiovasculares observados durante a exposição a sessões agudas de estresse. Entretanto, a neurotransmissão CRFérgica modula outras respostas cardiovasculares além daquelas observadas durante situações aversivas, incluindo as respostas do barorreflexo. No entanto, os possíveis sítios específicos no sistema nervoso central envolvidos no controle da atividade barorreflexa pela neurotransmissão CRFérgica ainda são desconhecidos. Além disso, numerosos estudos tem demonstrado que a exposição a protocolos de estresse crônico, incluindo o estresse crônico variável (ECV), altera o conteúdo de CRF e a expressão de receptores CRFérgicos no NLET. Essas evidências sugerem que a exposição prévia a eventos estressores crônicos pode afetar o controle da função cardiovascular pela sinalização CRFérgica no NLET, podendo assim esse mecanismo de sinalização no NLET estar envolvido nas complicações cardiovasculares associadas ao estresse crônico. Importantes alterações na função cardiovascular têm sido descritas após a exposição a protocolos de ECV, incluindo alterações na atividade barorreflexa e hiperresponsividade cardiovascular a estressores ambientais. Assim, esse modelo de estresse crônico tem sido considerado útil para a investigação dos mecanismos neurobiológicos envolvidos nas complicações cardiovasculares relacionadas ao estresse. Assim sendo, , o presente estudo tem os seguintes objetivos: 1) investigar o envolvimento da neurotransmissão CRFérgica do NLET nas respostas cardíacas do barorreflexo; 2) avaliar o envolvimento da sinalização CRFérgica do NLET nas alterações da atividade barorreflexa desencadeadas pelo ECV; 3) estudar o envolvimento da neurotransmissão CRFérgica do NLET nas alterações das respostas cardiovasculares ao estresse por restrição agudo desencadeadas pelo ECV; e 4) investigar se possíveis alterações no controle da atividade barorreflexa e das respostas cardiovasculares ao estresse por restrição por mecanismos CRFérgicos do NLET após a exposição ao ECV estão associadas com modificações na expressão dos receptores CRF1 e CRF2 no NLET. (AU)