Busca avançada
Ano de início
Entree

Uma poética da ninfa: aparições na poesia brasileira moderna e contemporânea

Processo: 14/26991-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2015
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Brasileira
Pesquisador responsável:Eduardo Sterzi de Carvalho Júnior
Beneficiário:Maura Voltarelli Roque
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/07114-0 - A imagem da ninfa: estudos, diálogos e questões, BE.EP.DR
Assunto(s):Ninfa   Poesia

Resumo

Este projeto de pesquisa tem como objetivo fazer um estudo da presença da ninfa em determinados autores da poesia moderna e contemporânea brasileira. Objeto de reflexão de filósofos e críticos como Giorgio Agamben, Roberto Calasso, Georges Didi-Huberman e Aby Warburg, a imagem da ninfa, que, ao longo da história, manteve uma relação de proximidade com as representações artísticas de forma geral, reaparece na modernidade com um sentido de sobrevivência, ou mesmo resistência, bastante específico. No contexto da literatura brasileira, a ninfa surge de forma mais expressiva no período chamado de "pré-modernismo" e continua a aparecer, adquirindo novas formas e funções próprias, em autores como Bandeira e Drummond, chegando também à poesia contemporânea. Ao entender a ninfa enquanto a "imagem sobrevivente" por excelência (Warburg, 2012; Didi-Huberman, 2007) e sobretudo uma "imagem da própria imagem" (Agamben, 2012), esta pesquisa busca pensar o quanto essa figura mítica desarranja as narrativas usuais da história da literatura moderna brasileira, nos permitindo ver vínculos insuspeitados entre os momentos moderno e contemporâneo, de um lado, e momentos anteriores, sobretudo, quiçá, aquele período que ficou conhecido, por falta de nome melhor, como "pré-modernismo". Ou seja, ali onde os historiadores literários marcados pelo discurso do modernismo veem (ou esperam ver) sobretudo rupturas (entre a cultura literária do século XIX e a do século XX), podemos ver antes reaparições, continuidades intermitentes, enlaces de tempos. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ROQUE, Maura Voltarelli. Uma poética da Ninfa : aparições na poesia brasileira moderna e contemporânea. 2019. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.