Busca avançada
Ano de início
Entree

Internacionalização da ciência brasileira. a circulação internacional dos professores universitários de física e Antropologia no Brasil e na Argentina

Processo: 15/11129-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 31 de maio de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Fundamentos da Educação
Pesquisador responsável:Ana Maria Fonseca de Almeida
Beneficiário:Nicolás José Isola Goyetche
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/17826-0 - Mobilidade estudantil e internacionalização de la formação científica na América Latina, BE.EP.PD
Assunto(s):Argentina   Carreira acadêmica   Sociologia educacional   Brasil   Pós-graduação

Resumo

Um número substantivo de estudantes latino-americanos têm realizado seus estudos de doutorado no Brasil desde a década de 1970. Vários deles contribuíram posteriormente para a renovação de disciplinas, criando instituições e desenvolvendo áreas de pesquisa, tanto em seus países quanto no Brasil. Poucos estudos, no entanto, exploraram sistematicamente os efeitos dessa modalidade de circulação internacional. Essa pesquisa tem como objetivo geral analisar as dinâmicas culturais, científicas e sociais envolvidas na circulação de estudantes latino-americanos pelo Brasil. Seus objetivos específicos são (i) estudar os dados fornecidos pela CAPES sobre os estudantes latino-americanos que concluíram seus doutorados no Brasil a partir da década de 1970, em termos dos países e universidades de origem, áreas do conhecimento, sexo, idade, programas de pós-graduação de destino no Brasil, entre outros; (ii) estudar os programas de apoio à mobilidade estudantil que estiveram ativos na região nesse período e que foram mobilizados por esses estudantes, incluindo os programas de três agências públicas brasileiras (CNPq, CAPES, Fapesp); (iii) examinar efeitos dessa circulação por meio de dois estudos de caso: o dos estudantes argentinos recrutados pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro por meio de exames realizados na Universidad de Buenos Aires, uma iniciativa que vigorou entre os anos de 1986 e 1996 aproximadamente, e outro a ser definido a partir da análise dos dados sobre os estudantes latino-americanos no Brasil indicado em (i).