Busca avançada
Ano de início
Entree

Preparação e Avaliação Biológica de Híbridos Tuberculostático-Chalcona como Potenciais Agentes contra a Tuberculose

Processo: 15/09969-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 31 de maio de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Luis Octávio Regasini
Beneficiário:Leticia Ribeiro de Assis
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Pirazinamida   Antibacterianos   Tuberculose   Química farmacêutica   Mycobacterium

Resumo

Os tuberculostáticos são fármacos cruciais à manutenção da expectativa de vida, principalmente para pacientes HIV-positivos. Inúmeras razões justificam a necessidade por novos agentes antimicobacterianos, incluindo as elevadas taxas de resistência do Mycobacterium tuberculosis e elevadas taxas de morbidade e mortalidade relacionadas à tuberculose. Dessa forma, esforços são necessários para desenvolver tuberculostáticos inovadores. As chalconas são produtos naturais da classe dos flavonoides e apresentam atividade antimicobacteriana. O presente projeto propõe a preparação de duas séries de pirazolinas, as quais foram planejadas por hibridação molecular. O planejamento dos híbridos tuberculostático-chalcona envolveu a condensação da subunidade chalcônica com as subunidades pirazínica (PZA-CHA) ou quinolônica (NDX-CHA), provenientes da pirazinamida e fluoroquinolonas, tuberculostáticos de primeira e segunda linha, respectivamente. Os híbridos serão preparados por meio de reações entre hidrazidas dos ácidos pirazinoico ou nalidíxico e chalconas, substituídas por grupos preconizados pelo Método Manual de Topliss (H, 4-Cl, 3,4-diCl, 4-OMe e 4-Me). As substâncias terão sua atividade antimicobacteriana avaliada contra cepa sensível de M. tuberculosis H37Rv (ATCC 27294). Os híbridos que apresentarem valores de Concentração Inibitória Mínima (CIM) iguais ou inferiores a 12,5 µg mL-1 terão sua toxicidade avaliada em células. Para os ensaios de citotoxicidade, serão utilizados células epiteliais renais Vero (ATCC CCL81) e macrófagos murinos J774A.1 (ATCC TIB-67). O índice de seletividade (IS) dos híbridos será calculado a partir dos valores de concentração capaz de promover 50% a morte dos macrófagos ou das células Vero (CI50) e de CIM, sendo IS = CI50/CIM. As substâncias que apresentarem valores de IS iguais ou superiores a 10 serão submetidas aos ensaios de inibição do desenvolvimento intracelular de M. tuberculosis Erdman (ATCC 35801).

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ASSIS, Leticia Ribeiro de. Síntese e avaliação biológica de novos híbridos tuberculostático-chalcona como potenciais agentes contra a tuberculose. 2017. 168 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas, São José do Rio Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.