Busca avançada
Ano de início
Entree

Dinâmica dos genes funcionais associada às transformações do nitrogênio e carbono em sistema T-FACE

Processo: 15/10985-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Tsai Siu Mui
Beneficiário:Tayná Negri Kühn
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia microbiana   Mudança climática   Ciclos biogeoquímicos

Resumo

Embora o aumento da concentração de dióxido de carbono (CO2) seja improvável que tenha efeitos diretos sobre as comunidades microbianas do solo, o aumento do CO2 atmosférico pode afetar os ecossistemas do solo indiretamente por meio de respostas das plantas. Este estudo será realizado para testar a hipótese de que a exposição de plantas em concentrações elevadas de CO2 e com aumento da temperatura pode impactar a microbiota do solo responsáveis por processos-chave na ciclagem de carbono (C) e nitrogênio (N). O experimento controlado foi conduzido no campo experimental da Universidade de São Paulo-Ribeirão Preto - SP. As plantas Stylosanthes capitata Vogel e Panicum maximum L. subg. foram crescidas em consórcio sob T-FACE (temperature free-air controlled enhancemente carbon dioxide free-air enrichment) em concentração ambiente (CO2 e temperatura) e elevada (CO2 600 ppm e temperatura +2ºC que a ambiente) distribuídos nos seguintes tratamentos: controle (C); com temperatura e concentração de CO2 ambiente, elevado CO2 (eC); com concentração de CO2 a 600 ppm, elevado TºC (eT); com a temperatura elevada em +2ºC que a temperatura ambiente e a combinação entre os efeitos eT + eC (eT+eC). Este tipo de estudo tem sido escasso, uma vez que a demanda da tecnologia e infraestrutura (controle dos efeitos de temperatura e maiores concentração de CO2) necessitam de um aporte financeiro mais robusto que não seria viável caso não contasse com o auxílio financeiro no âmbito das mudanças climáticas do processo FAPESP 2008/58075-8. Desta forma, os solos foram coletados na profundidade de 0-10 cm para análises moleculares químicas e físicas. Neste estudo será utilizado a técnica de PCR (do inglês, Polymerase Chain Reaction) quantitativo (qPCR) para quantificar no solo os genes funcionais da comunidade microbiana total (16S rRNA e rpoB), da comunidade oxidadora de metano (pmoA), produtoras de metano (mcrA), comunidade fixadora de nitrogênio (nifH) e desnitrificante (nosZ). (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.