Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel do estresse agudo e dos receptores mineralocorticóides e glicocorticóides presentes no córtex pré-frontal no processo de extinção de memória aversiva

Processo: 15/11800-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2015
Vigência (Término): 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia
Pesquisador responsável:Leonardo Resstel Barbosa Moraes
Beneficiário:Jessica Rosa
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/17626-7 - Mecanismos celulares e moleculares envolvidos no papel de neurotransmissores atípicos em transtornos neuropsiquiátricos, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):17/24025-3 - Os efeitos a longo prazo do estresse agudo no córtex pré-frontal no processo de extinção da memória aversiva, BE.EP.DR
Assunto(s):Transtornos de estresse traumático agudo   Neurofarmacologia

Resumo

O desenvolvimento deste projeto tem como finalidade investigar o papel do estresse agudo e dos receptores mineralocorticoides e glicocorticoides presentes no córtex pré-frontal ventromedial (CPFvm) no processo de extinção de memória aversiva. Para cumprir com o objetivo de pesquisa, ratos Wistar, receberão o implante de uma sonda rádio-telemétrica na aorta abdominal, para monitoramento das respostas autonômicas, e, posteriormente, serão implantadas cânulas-guia nas regiões pré-límbica (PL) ou infralímbica (IL) do CPFvm dos roedores, para administração farmacológica. Os animais serão submetidos a uma única sessão de estresse por restrição, e permanecerão depois disto, 5 dias sem estímulos em suas caixa-moradia. No sétimo dia, serão treinados em um protocolo de condicionamento ao contexto seguido de sessão de extinção, e sessão de retenção da memória de extinção, todas as sessões com 24 h de intervalo. Os compostos farmacológicos (antagonista dos receptores mineralocorticoide, RU 23318; ou antagonista dos receptores glicocorticoide, RU 486) e o veículo, serão administrados aos animais através de microinjeção na região PL ou IL do CPFvm, 10 min antes da sessão de extinção ou imediatamente após esta sessão. Nossa hipótese de trabalho é que os receptores mineralocorticoide e glicocorticoide sejam importantes para a extinção de memória aversiva, e que o estresse agudo seja capaz de produzir um déficit na aprendizagem da extinção do medo condicionado através de alterações na expressão dos receptores para glicocorticoides no CPFvm, bem como modificações morfológicas nesta estrutura encefálica. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.