Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfis de ativação da microglia e suas respectivas Reprogramações metabólicas

Processo: 15/07670-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2015
Vigência (Término): 30 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Alicia Juliana Kowaltowski
Beneficiário:Bruno Chausse de Freitas
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Microglia   Inflamação   Metabolismo energético

Resumo

Micróglia são células do sistema imune inato residentes no sistema nervoso central (SNC). A ativação destas células para perfis pró-inflamatórios tem sido relacionada com doenças crônicas como o mal de Parkinson e a obesidade. Contudo, os mecanismos intracelulares que sustentam estes perfis de ativação não são totalmente compreendidos. Por isso, este projeto tem como objetivo avaliar a ligação mecanística entre vias metabólicas e redox moduladas durante a reprogramação metabólica que suporta a ativação microglial para perfis pró-inflamatórios induzidos por LPS (M1) ou pelo excesso de nutrientes, mimetizado pelo tratamento com ácidos graxos saturados. Resultados preliminares indicam que a perda de função mitocondrial, característica da ativação microglial induzida por LPS, ocorre de forma progressiva e que a ativação da produção citosólicas de oxidantes precede modificações no metabolismo oxidativo. Observou-se também que parte da resposta inflamatória é modulada de forma independente das alterações no metabolismo destas células. Além disso, resultados adicionais indicam que o perfil de ativação microglial induzido pelo excesso de nutrientes é distinto do induzido por LPS, apesar de ser comumente classificado como M1. Em paralelo à expressão de marcadores de perfis anti-inflamatórios, a ativação microglial induzida por ácidos graxos saturados é sustentada por uma reprogramação metabólica diferente da apresentada por micróglia ativada para o perfil M1. Para descrever a relação mecanística entre os fatores metabólicos e redox modulados durante a ativação microglial, as próximas fases experimentais incluem a avaliação do balanço oxidativo e das alterações de função e morfologia mitocondrial que sustentam a ativação microglial induzida por LPS e ácidos graxos saturados.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CHAUSSE, BRUNO; KAKIMOTO, PAMELA A.; CALDEIRA-DA-SILVA, CAMILLE C.; CHAVES-FILHO, ADRIANO B.; YOSHINAGA, MARCOS Y.; DA SILVA, RAILMARA PEREIRA; MIYAMOTO, SAYURI; KOWALTOWSKI, ALICIA J. Distinct metabolic patterns during microglial remodeling by oleate and palmitate. BIOSCIENCE REPORTS, v. 39, n. 4 APR 30 2019. Citações Web of Science: 0.
KAKIMOTO, PAMELA A.; CHAUSSE, BRUNO; CALDEIRA DA SILVA, CAMILLE C.; DONATO JUNIOR, JOSE PRIME; KOWALTOWSKI, ALICIA J. Resilient hepatic mitochondria! function and lack of iNOS dependence in diet-induced insulin resistance. PLoS One, v. 14, n. 2 FEB 4 2019. Citações Web of Science: 0.
ALSABEEH, NOUR; CHAUSSE, BRUNO; KAKIMOTO, PAMELA A.; KOWALTOWSKI, ALICIA J.; SHIRIHAI, ORIAN. Cell culture models of fatty acid overload: Problems and solutions. BIOCHIMICA ET BIOPHYSICA ACTA-MOLECULAR AND CELL BIOLOGY OF LIPIDS, v. 1863, n. 2, p. 143-151, FEB 2018. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.