Busca avançada
Ano de início
Entree

Extração, caraterização e hidrólise de polissacarídeos da biomassa de Landoltia punctata para obtenção de açúcares fermentescíveis

Processo: 14/20521-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2015
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Celia Maria Landi Franco
Beneficiário:Marcia Maria de Souza Moretti
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/22136-0 - Estruturas moleculares e cristalinas e seus efeitos sobre a suscetibilidade enzimática de diferentes amidos granulares, BE.EP.PD
Assunto(s):Amilases   Hidrólise enzimática   Amido   Fermentação alcoólica

Resumo

O declínio da produção de combustíveis fósseis e os problemas de poluição atmosférica causadas pelo uso destes incentivaram pesquisas por biocombustíveis como o bioetanol. Entretanto um aumento da produção de etanol a partir de cana-de-açúcar poderá levar a uma expansão excessiva dos canaviais no Brasil, acarretando novos problemas e comprometendo áreas de outras culturas agrícolas. Dessa forma, o aproveitamento da biomassa de macrófitas aquáticas como fonte alternativa de açúcares para a fermentação alcoólica pode reduzir a necessidade de maiores plantios de cana. A dificuldade encontrada no uso de macrófitas aquáticas está relacionada com sua composição química. Em função de serem produzidas no processo de polimento de esgoto doméstico apresentam menores porcentagens de amido. Atualmente há uma extensa busca por processos de enriquecimento no acúmulo de amido pelas macrófitas flutuantes, em especial as da família Lemnaceae sp., conhecidas como ervilhas-d'água. Desse modo, o presente projeto propõe estudar o enriquecimento no acúmulo de amido pela macrófita Landoltia punctata obtida por meio do processo de polimento de esgoto doméstico. Propõe-se ainda, o pré-tratamento da biomassa seca de Landoltia punctata usando uma enzima pectinase para facilitar a liberação do amido. Com a finalidade de conhecer os efeitos do enriquecimento e pré-tratamento, serão realizados estudos de caracterização físico-química da biomassa (análise composicional, FTIR-ATR, TG, DTG e DSC). A biomassa de ervilha-d'água enriquecida e pré-tratada será submetida à hidrólise enzimática usando as enzimas amilase, pululanase e amiloglucosidase. Por fim, o hidrolisado obtido será subsequentemente fermentado pela levedura Saccharomyces cerevisiae P2, visando à produção de etanol.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.