Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do potencial brasileiro para a implementação de programas de captura e armazenamento de carbono integrados à recuperação avançada de petróleo

Processo: 15/13028-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2015
Vigência (Término): 20 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:José Augusto de Lollo
Beneficiário:Mariana Barbosa de Carvalho
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Assunto(s):Geologia ambiental   Impactos ambientais   Geração de energia   Prevenção e mitigação   Dióxido de carbono   Carbono   Captura e armazenamento de carbono

Resumo

Enquanto a humanidade não tem à disposição tecnologia suficiente para que seja viável a utilização de energia obtida apenas de fontes totalmente limpas e renováveis, é essencial que sejam pesquisadas técnicas de mitigação do impacto ambiental dos atuais métodos de geração de energia não renovável. Entre os métodos disponíveis destaca-se a Captura e Armazenamento de Carbono, método que consiste em capturar o dióxido de carbono emitido por grandes fontes estacionárias, e injetá-lo em reservatórios geológicos, onde o poluente será armazenado e não voltará à atmosfera. Além disso, outro problema atual é a crescente demanda de energia, tornando de extrema importância o emprego de técnicas para aumentar a eficiência dos métodos já existentes de produção de energia, como no caso da Recuperação Avançada de Petróleo, na qual um agente miscível - que pode ser o CO2 - é injetado em um reservatório de petróleo para recuperar uma porção extra de óleo que não poderia ser retirado pela forma de extração tradicional. Este projeto propõe o estudo de programas que aliem os dois métodos citados, capturando dióxido de carbono proveniente de fontes estacionárias que expelem o CO2 como subproduto de seus processos e injetando o CO2 em reservatórios de petróleo, de modo a aumentar a produtividade dos poços de petróleo e, ao mesmo tempo, diminuir a emissão de CO2. Para tanto serão analisados a situação atual de projetos piloto desse tipo já implementados na Região Nordeste, as características dos reservatórios de petróleo na Região Sudeste do país, os dados do Projeto CARBMAP - o qual contém dados mapeados sobre fontes estacionárias emissoras de CO2 e bacias sedimentares brasileiras que podem vir a tornarem-se depósitos de CO2 - além de outras informações encontradas a respeito do tema em artigos científicos, teses, livros, relatórios, entre outros.