Busca avançada
Ano de início
Entree

Experiências de dançaterapia de mulheres que vivenciaram o câncer de mama: um estudo fenomenológico

Processo: 15/11765-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2015
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Pesquisador responsável:Carmen Maria Bueno Neme
Beneficiário:Vanessa Fernanda Forte Lopes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias mamárias   Mulheres   Terapia através da dança   Fenomenologia (psicologia)   Psico-oncologia

Resumo

O câncer de mama atinge as mulheres em uma parte do corpo muito significativa. Em nossa sociedade os seios remetem à feminilidade, sensualidade, sexualidade e maternidade. Há, ainda sentidos singulares que cada mulher atribui ao seu corpo, o que se reflete na forma como ela se vê e como percebe que os outros a veem. Quando uma doença como um câncer de mama passa a fazer parte da vida de uma mulher, todo o conjunto de sentidos que constituíam sua identidade podem ficar comprometidos. Novas percepções e vivências de sua corporeidade e de modos de ser-no-mundo, podem acarretar grande sofrimento psíquico, ao lado dos agravos físicos à mulher com câncer. Dadas as repercussões de uma doença crônica grave como o câncer na vida de seus portadores, estes devem receber uma atenção integral à saúde, incluindo os aspectos psicossociais e vivenciais que possam auxiliar na promoção ou resgate de sua qualidade de vida ou de sobrevida. Dentre os recursos que podem auxiliar a mulher a resgatar vivências de integração e de bem-estar está a dançaterapia. Estudos vem demonstrando a importância da dança com finalidade terapêutica, no resgate e na ampliação da percepção corporal, bem como na promoção de novas sensações e imagens corporais. Assim sendo, pretende-se, no presente estudo, identificar, descrever e analisar por meio do método fenomenológico de pesquisa, possíveis mudanças na vivência corporal e nas relações interpessoais e sociais de mulheres com câncer de mama, percebidas como relacionadas às suas participações em doze encontros de dançaterapia. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)