Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência de iluminantes e de película de saliva na percepção do brilho superficial de resina composta por diferentes observadores

Processo: 15/07764-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2015
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Eduardo Bresciani
Beneficiário:Fernanda Bastos Pereira Tessarin
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Dentística   Resinas compostas   Granulação de materiais   Saliva artificial   Consentimento esclarecido   Estudos experimentais

Resumo

Objetivo: Avaliar a percepção visual de diversos observadores (leigos, alunos de graduação e profissionais de odontologia) sobre o brilho superficial de resina composta, utilizando-se diferentes iluminantes, com ou sem película superficial de saliva artificial. Material e Método: Doze espécimes (E) cilíndricos de 6mm de diâmetro e 1mm de espessura serão confeccionados em resina composta nanoparticulada (Filtek Z350), na cor A2E. O polimento dos Es será realizado com lixas com granulação sequencial, objetivando a divisão em 6 grupos (n=2), com valores de brilho superficial de 10, 25, 40, 55, 70 e 85. O protocolo de polimento e os valores de brilho em cada grupo serão determinados por testes pilotos. O brilho superficial será determinado por um medidor de brilho para superfícies planas e curvas NOVOCURVE (Rhopoint TM, East Sussex, England). Quinze indivíduos serão selecionados, sendo 5 leigos, 5 alunos de graduação, 5 de profissionais, todos do ICT - UNESP. Os mesmos assinarão o termo de consentimento livre e esclarecido para participação no estudo. Os participantes observarão os Es de cada grupo em conjunto com um padrão em esmalte bovino, em cabine de luz (MM-2e/ UV Konica Minolta), utilizando-se três iluminantes: D65 - luz natural, A - luz incandescente ou F - luz fluorescente. Os Es receberão ou não cobertura de saliva artificial antes da avaliação do observador. Cada observador realizará 36 leituras. Os observadores classificarão o E avaliado em comparação com o padrão em esmalte bovino segundo os critérios: a - E apresenta brilho inferior ao padrão, b - E apresenta brilho similar ao padrão e c - E apresenta brilho superior ao padrão. Os dados obtidos serão tabulados e analisados por meio de teste não-paramétrico, a um nível de significância a 5%.