Busca avançada
Ano de início
Entree

Interação entre o HIV e metabolismo ósseo e dependência de vesículas extracelulares e citocinas inflamatórias

Processo: 15/12965-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2015
Vigência (Término): 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Anderson Marliere Navarro
Beneficiário:Erika Grasiela Marques de Menezes
Supervisor no Exterior: Philip Norris
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Blood Systems Research Institute (BSRI), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:13/10765-4 - Influência dos marcadores inflamatórios no metabolismo ósseo de pacientes infectados pelo HIV em uso ou não da terapia antirretroviral, BP.DR
Assunto(s):HIV

Resumo

O HIV causa resposta imune inflamatória que induz a exaustão de células T CD4+. Nossa hipótese é que não só o HIV utiliza a via vesiculação para a sua montagem e divulgação, mas também explora a transferência de vesículas extracelulares para mediar sinalização imune. Vesículas extracelulares expressam marcadores diferentes na sua superfície, dependendo das células a partir dos quais são originários, incluindo células formadoras de osso. Essas vesículas podem conter RNA, lipídios e proteínas, fornecendo informações valiosas sobre o estado de saúde da célula de origem. Portanto, vamos trabalhar com a interação entre o HIV e o metabolismo ósseo e o envolvimento de vesículas extracelulares e citocinas pró-inflamatórias para melhor compreender os mecanismos moleculares mediados pelo HIV em células ósseas. Objetivo: Avaliar a concentração de vesículas extracelulares, particularmente aquelas derivadas de osteoclastos em indivíduos soropositivos para o HIV, com ou sem osteopenia e em indivíduos saudáveis HIV-negativos.Métodos:Trata-se de um estudo transversal que será realizado em 60 mulheres adultas, com idade entre 18 e 40 anos. As participantes do estudo serão subdivididas em três grupos, sendo mulheres HIV+ com osteopenia sobre terapia antirretroviral bem sucedida (ART, nível de RNA do HIV<50 cópias/ml) (n=20); mulheres HIV+ com densidade mineral óssea normal em uso ART (nível de RNA do HIV<50 cópias/ml) (n=20) e em indivíduos saudáveis soronegativos para HIV (n=20). Amostras de plasma criopreservadas serão testadas para determinar as concentrações de vesículas extracelulares utilizando os anticorpos monoclonais de fluorocromo-conjugados, incluindo: CD41a-PerCP/Cy5.5 (marcadores de plaquetas), PerCP-CD3/Cy5.5, CD19-Alexa/700 (marcadores de células B e T), CD14-APC/Cy7 (marcador de monócitos), CD254/biotina (RANK ligante) e anexina V-PE (marcadores de células do osso). Os níveis plasmáticos de IL-17 e fator de necrose tumoral-± (TNF-±) será analisados usando o padrão da sensibilidade do ensaio Milliplex Luminex. Os testes estatísticos serão realizados para testar a igualdade entre os grupos. Análise de variância será usada para identificar as diferenças significativas entre os grupos, usando um pós-teste apropriado. As correlações entre variáveis quantitativas serão avaliadas por meio de regressão linear. Para os valores das análises serão considerados significativos quando p<0,05, e correção para comparações múltiplas serão realizadas.