Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do metabolismo de vitamina K1 e fitol em Plasmodium Falciparum

Processo: 15/07423-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2015
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Alejandro Miguel Katzin
Beneficiário:Rodrigo Antonio Ceschini Sussmann
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/18056-0 - Síntese de ésteres fitilados de ácidos graxos, BE.EP.PD
Assunto(s):Plasmodium falciparum   Fitol   Antimaláricos   Malária   Bioquímica

Resumo

Dentre as doenças infecciosas que acometem o homem, a malária é a que apresenta o maior índice de mortalidade com mais de 500 mil mortes registradas no ano de 2013. Para agravar a situação de saúde pública tem sido descrito o surgimento de resistência às drogas comumente usadas na terapêutica da doença. Por isso torna-se necessário a identificação e o estudo de novos alvos antimaláricos. De maneira geral, esse projeto visa determinar in vitro se a filoquinona desempenha algum papel no sistema redox do parasita, comparando níveis de estresse oxidativo em culturas tratadas e não tratadas com uma droga que sabidamente inibe o ciclo da vitamina K1, a warfarina. Pretendemos investigar o destino do fitol presente em eritrócitos infectados, uma vez que em plantas ele apresenta um metabolismo bem regulado, onde dependendo de algumas condições, pode ser reciclado para clorofila, vitaminas E e K. compor paredes celulares se ligando à ésteres de ácidos graxos ou ser utilizado em mudanças pós traducionais. Com esse conhecimento da fisiologia do parasita esperamos proporcionar à comunidade científica uma abordagem racional ao combate da doença.