Busca avançada
Ano de início
Entree

As formas de designar e silenciar a palavra escravidão na Bíblia: estudo dos processos de significação

Processo: 15/04820-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2015
Vigência (Término): 01 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística
Pesquisador responsável:Soeli Maria Schreiber da Silva
Beneficiário:Marcelle Beatriz Vilasboa Magalhães
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/05336-5 - Estudo da tradução da Bíblia para o português: Um olhar enunciativo para casos de reescritura., BE.EP.IC
Assunto(s):Semântica   Escravidão   Significação   Designação   Paráfrase   Polissemia   Bíblia   Análise de conteúdo

Resumo

Esse trabalho tem como objetivo analisar como funcionam os modos de designar e silenciar a palavra escravidão na bíblia e ainda, realizar uma reflexão a respeito das relações construídas por uma operação enunciativa de reescrituração ou por paráfrase, que tencionam o mesmo e o diferente, o parafrástico e o polissêmico. Para tratar disso, vamos analisar sob a perspectiva teórica da Semântica do Acontecimento a cena enunciativa que configura o agenciamento enunciativo, onde os lugares são constituídos pelos diversos dizeres. Estudar a cena enunciativa é levar em consideração que para a construção desses lugares, opera o funcionamento da língua. Tomando os recortes da bíblia como um observatório religioso e histórico, vamos tratar do modo como a significação dessa palavra está dividida e agenciada politicamente no acontecimento em que ocorre. O corpus a ser analisado pela pesquisa é composto por nove versículos retirados de oito bíblias, sendo duas bíblias consideradas historicamente e popularmente católicas e seis protestantes. Pretendemos, com este trabalho, esclarecer alguns questionamentos: A designação e o silenciamento da palavra escravidão são os mesmos nas oito bíblias? Quais são as relações que se estabeleceram sobre essa palavra? Os sentidos produzidos nas designações significam o mesmo? Que movimentos acontecem nessas designações; como elas se relacionam com o agenciamento enunciativo. Essas perguntas apontam para o que será o objeto da nossa pesquisa.