Busca avançada
Ano de início
Entree

Compreensão e visualização dos terrenos artificiais na cidade de Londres, grande Londres, Inglaterra

Processo: 15/15449-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2015
Vigência (Término): 22 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:João Osvaldo Rodrigues Nunes
Beneficiário:Érika Cristina Nesta Silva
Supervisor no Exterior: Colin Neil Waters
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Local de pesquisa : British Geological Survey (BGS), Inglaterra  
Vinculado à bolsa:13/01302-0 - Reconstituição Geomorfológica do Relevo Tecnogênico em Presidente Prudente-SP, BP.DR
Assunto(s):Geomorfologia   Sedimentos   Deposição de sedimentos   Antropoceno

Resumo

A existência dos depósitos e relevos tecnogênicos tem sido descrita com maior frequência nas últimas décadas. O termo depósito tecnogênico foi usado por Chemekov (1983) e posteriormente utilizado por vários pesquisadores no Brasil, como Oliveira (1990) e Peloggia (1996). Apesar de diferentes nomenclaturas usadas para este tipo de depósito e relevo serem desenvolvidas por distintos grupos de pesquisadores, uma característica comum é que são reconhecidos por serem formados através da ação direta e indireta do Homem. Com a recente discussão sobre a inclusão do Antropoceno como nova época na escala do tempo geológico, sendo que esta definição relaciona-se diretamente com a transformação causada pelo ser humano nas paisagens, os depósitos e relevos tecnogênicos encontram-se entre as principais evidências para esta proposta. Este projeto tem como principal objetivo a compreensão dessas formações através de novas técnicas e ferramentas usadas pela equipe da British Geological Survey (BGS), que tem focado nos estudos das deposições antropogênicas (FORD et al., 2014, tradução nossa) e dos Terrenos Artificiais (PRICE et al., 2011, tradução nossa), no sentido de realizar uma avaliação regional através de mapeamentos geológicos. Compreender as composições dos Terrenos Artificiais pode ajudar em diferentes levantamentos sobre a estabilidade do terreno, potenciais fontes de contaminação, taxas de infiltração de água subterrânea, e outros. A equipe da BGS tem desenvolvido novas metodologias para auxiliar no tratamento e exibição dos dados sobre os Terrenos Artificiais. Desta forma, a presente proposta de estudo foi definida em conjunto com a equipe mencionada, escolhendo-se como área a Cidade de Londres, Grande Londres, como foco da pesquisa proposta. Pretende-se que as técnicas aprendidas auxiliem na interpretação dos dados obtidos na pesquisa no Brasil, assim como a visualização dos mesmos, especialmente em modelos 3D (três dimensões). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TERRINGTON, R. L.; SILVA, E. C. N.; WATERS, C. N.; SMITH, H.; THORPE, S. Quantifying anthropogenic modification of the shallow geosphere in central London, UK. Geomorphology, v. 319, p. 15-34, OCT 15 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.