Busca avançada
Ano de início
Entree

Loxoscelism: from basic research to the proposal of new therapies

Processo: 15/17494-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2015
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunoquímica
Pesquisador responsável:Denise Vilarinho Tambourgi
Beneficiário:Ana Tung Ching Ching
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07467-1 - CeTICS - Centro de Toxinas, Imuno-Resposta e Sinalização Celular, AP.CEPID
Assunto(s):Imunogenicidade   Anticorpos   Loxoscelismo   Biologia molecular   Toxinas

Resumo

Picadas de aranhas do gênero Loxosceles podem produzir sintomas clínicos graves, incluindo dermonecrose, trombose e hemólise. A insuficiência renal é uma das principais causas de morte após o envenenamento por Loxosceles e, recentemente, nós começamos a investigar o mecanismo da disfunção renal, induzida pelo veneno de Loxosceles. A esfingomielinase D (SMase D) é o principal fator do veneno da aranha Loxosceles responsável pelas manifestações locais e sistêmicas.A soroterapia continua sendo o único tratamento específico contra o envenenamento, incluindo o de aranhas, mas ainda os antivenenos são preparados por fragmentação de anticorpos policlonais, isolados de soro de cavalo hiper-imunizados. A maioria destes antivenenos são considerados eficiente, mas a sua produção é trabalhosa e a sua utilização pode ser associada a efeitos adversos. Os anticorpos recombinantes e unidades funcionais menores têm se mostrado como alternativas viáveis e constituem uma fonte de biomoléculas ainda não exploradas capazes de neutralizar venenos.Novas tecnologias foram recentemente aplicadas, conduzindo a novos formatos de anticorpos com melhores propriedades, em termos de especificidade e avidez para melhorar a eficácia dos antivenenos. Sequenciamento em larga escala de repertórios de anticorpos oferece o potencial para estudar o sistema imune humoral em uma abordagem quantitativa e baseada em sistemas.Os dados das sequencias proteicas das imunoglobulinas, utilizando sequenciamento em larga escala de nova geração, nos permitirão melhor compreender o repertório de receptores de antígenos. Assim, as informações sobre a interação antígeno-anticorpo poderão contribuir para novas propostas terapêuticas o loxoscelismo, incluindo a construção de anticorpos de alta afinidade contra SMase D.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.