Busca avançada
Ano de início
Entree

Materiais híbridos baseados em sílica e poliéteraminas como novos sistemas para dual liberação controlada de fármacos

Processo: 15/02802-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2015
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica
Pesquisador responsável:Eduardo Ferreira Molina
Beneficiário:Beatriz Bernardes Caravieri
Instituição-sede: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/20455-2 - Materiais híbridos orgânico-inorgânicos nano-estruturados para liberação controlada de lignanas com potencial farmacológico, AP.JP
Assunto(s):Fármacos   Liberação controlada de fármacos   Processo sol-gel   Materiais híbridos

Resumo

Uma das estratégias dominantes para se obter um sistema de liberação controlada de fármacos, são os transportadores baseados em materiais híbridos orgânico-inôrganicos que combinam propriedades distintas das duas fases em uma única estrutura. Estes sistemas apresentam a capacidade de incorporar altas quantidades de fármacos, de maneira eficiente, reduzindo a ocorrência de efeitos colaterais durante o tratamento, fazendo com que a liberação a partir deles seja de suma importância para ambas áreas acadêmica e industrial. O principal objetivo deste trabalho, será avaliar a incorporação de dois fármacos modelo, naproxeno e 5-fluorouracil (5-FU), em matrizes híbridas à base de siloxano-poliéter (polioxipropileno - PPO), para posterior liberação simultanêa dos fármacos, sob a influência do pH. Estas matrizes serão preparadas via processo sol-gel. As modificações estruturais e o perfil de liberação simultâneo dos fármacos incorporados, serão avaliados por diferentes técnicas como DRX, FTIR, SAXS, DSC e UV-vis. O primeiro fármaco pertence à classe dos anti-inflamatórios não-esteroidais (AINEs) e o segundo, à classe dos antineoplásicos. Por possuírem estruturas químicas diferentes, os seus sítios de coordenação também são diferentes. Assim, levando-se em consideração o pH como estímulo, cada fármaco irá apresentar um perfil de liberação controlada específico a partir da matriz.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Material permite a liberação simultânea e controlada de fármacos com ações diferentes 
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias: (5 total)
Mais itensMenos itens