Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelando as oscilações quasi-periodicas e seus respectivos time lags in sistemas binários de baixa massa contendo uma estrela de nêutrons - o sistema 4U 1636-53 como estudo de caso

Processo: 15/20553-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Estelar
Pesquisador responsável:Jorge Ernesto Horvath
Beneficiário:Marcio Guilherme Bronzato de Avellar
Supervisor no Exterior: Luciano Rezzolla
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Local de pesquisa : Goethe University Frankfurt, Alemanha  
Vinculado à bolsa:11/23996-9 - Estrelas compactas em binárias: investigando a composição da matéria superdensa, BP.PD
Assunto(s):Estrelas de nêutrons

Resumo

O objetivo principal deste projeto de pesquisa é alcançar especialidade em métodos numéricos para estudar e simular fenômenos astrofísicos de altas energias relacionados a sistemas binários em raios-X usando a relatividade geral. Isso levará a um melhor entendimento dos fluxos de acreção sobre a estrela compacta e, potencialmente, a uma nova maneira de restringir suas propriedades e desvendar sua equação de estado.Essa pesquisa está bem dentro do escopo do Projeto Temático FAPESP Matéria Superdensa no Universo (2013/26258-4) e complementará a pesquisa feita pelo grupo sobre a equação de estado dessas estrelas magníficas.O projeto está dividido em duas tarefas práticas interconectadas e bem relacionadas, conforme descrito abaixo.A tarefa [1] é desenvolver um modelo abrangente para explicar as oscilações quasi-periódicas (QPOs) de altas frequências em sistemas binários de baixa massa contendo uma estrela de nêutrons baseado em um modelo no qual um toro de matéria orbita a estrela compacta de modo autossustentado.A tarefa [2] é desenvolver modelos e/ou testar modelos existentes para explicar os time lags das QPOs, complementando o desenvolvimento dos modelos que explicam o mecanismo das QPOs (tarefa [1]).Para essas duas tarefas, não apenas contaremos com poderosas ferramentas numéricas para modelar as QPOs, como também já contamos com uma vasta quantidade de dados temporais de oito diferentes QPOs detectadas no sistema binário 4U 1636-53, que já vimos estudando há um longo tempo. Também temos meios para obter dados espectrais dos arquivos públicos do satélite XMM-Newton nos casos nos quais eles serão necessários para restringir mais precisamente as dimensões físicas da região onde acreditamos que a maior parte dos processos radiativos ocorram.