Busca avançada
Ano de início
Entree

Polímeros e copolímeros de silicone funcionalizados

Processo: 15/16663-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE  
Vigência (Início): 01 de setembro de 2015
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Cassiano Fábio Santos Diegues
Beneficiário:Cassiano Fábio Santos Diegues
Empresa:Tallahassee Ltda
Vinculado ao auxílio:12/51374-5 - Polímeros e copolímeros de silicone funcionalizados, AP.PIPE
Assunto(s):Silicone   Polímeros (química orgânica)

Resumo

A indústria têxtil utiliza silicones como amaciantes de tecidos, fios e malhas. Eles conferem propriedades como amaciamento, lisura, costurabilidade, hidrofilidade, hidrofobicidade, elasticidade, melhora da resistência ao desgaste, anti-sujeira (rust-off), etc. Os polímeros de silicone mais utilizados são do tipo amínico, com aminas lineares ou protegidas e do tipo quaternizados, além dos polímeros epóxi com menor utilização. Também são utilizados polímeros hidrossolúveis que não são objeto desta pesquisa.Os polímeros de silicone amínicos com aminas lineares, de uma geração anterior, são pouco utilizados por amarelarem os tecidos brancos quando submetidos às temperaturas elevadas durante o processo de acabamento têxtil, além de conferirem um caráter hidrofóbico (repelência à água) ao tecido. Atualmente os polímeros mais utilizados são os com aminas protegidas e quaternizados, que além de não amarelarem o branco ainda conferem hidrofilidade ao substrato. O objetivo do presente projeto será a obtenção de um produto comercial partindo do polímero de silicone amínico com aminas protegidas, já desenvolvido anteriormente em laboratório e a continuidade no desenvolvimento de polímeros de silicone do tipo quaternizado, cuja viabilidade já foi comprovada em laboratório. A obtenção do polímero quaternizado é feita a partir de um polímero epóxi-funcional. Tanto o polímero amínico, como o epóxi-funcional e o quaternizado, são utilizados na área têxtil e com aplicações nas áreas de couros e cosméticos, entre outras. Não existem empresas brasileiras que detenham a tecnologia para fabricação destes produtos e esta tecnologia não está disponível para venda.A metodologia para obtenção destes polímeros é a polimerização de um silicone monomérico do tipo metílico de cadeia linear com a modificação de alguns elementos desta cadeia (funcionalização). Estas modificações podem ser feitas nas extremidades e/ou no interior da mesma. O resultado esperado é o desenvolvimento dos polímeros objetos deste projeto, com custos competitivos e possibilidades de fabricação de produtos adequados a aplicações e/ou necessidades específicas do mercado, nicho que não é atendido atualmente pelos fornecedores existentes.O domínio da tecnologia permitirá a produção de outros tipos de polímeros com aplicações do mercados têxteis, couros e cosméticos, celulose e papel, antiaderentes de papel, surfactantes para espumas de PU, elastômeros, processos fermentativos e produção de açúcar e álcool, entre outros, criando para a empresa novas oportunidades de negócios com a consequente geração de mais empregos, além da possibilidade do desenvolvimento de polímeros com outras funcionalidades, visando à obtenção de outras propriedades. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.