Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do potencial terapêutico da proteína recombinante humana RSPO1 na regeneração de intestino delgado em modelo animal utilizando tecnologias de Engenharia tecidual

Processo: 15/11128-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de setembro de 2015
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:MARI CLEIDE SOGAYAR
Beneficiário:Gabriel Levin
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/01072-6 - Análise do potencial terapêutico da proteína recombinante humana RSPO1 na regeneração de intestino delgado em modelo animal utilizando tecnologias de engenharia tecidual, BE.EP.DD
Assunto(s):Proteínas recombinantes   Regeneração (fenômenos biológicos)   Intestino delgado   Síndrome do intestino curto   Engenharia tecidual   Organoides   Modelos animais

Resumo

R-Espondina (RSPO) constitui uma família de proteínas conhecida por induzir a via de WNT, que desempenha papéis fundamentais e diversificados na proliferação, diferenciação, migração e morte celular durante a embriogênese e no adulto. Em particular, os genes RSPO são expressos em vários centros de sinalização conhecidos por seus papéis críticos durante o desenvolvimento, regulando diversos processos tecido específicos como a formação óssea, a proliferação de células ² do pâncreas e células-tronco intestinais, e estão associados a diversos tipos de câncer. A expressão e o funcionamento inadequados das RSPOs e da via de WNT podem levar a diversos quadros patológicos, ficando evidente o potencial terapêutico que estas proteínas podem ter no tratamento de diversas doenças. A atividade mitogênica da proteína RSPO1 em células-tronco intestinais pode oferecer diversas oportunidades terapêuticas. Dada a importância das R-Espondinas para a manutenção do nicho de células-tronco da cripta do intestino delgado, neste trabalho propõe-se gerar clones superprodutores da proteína humana RSPO1 recombinante em células de mamífero CHO-dhfr-/- utilizando-se o vetor pNU1, através de técnicas de Engenharia Genética, visando obter um produto proteico purificado, caracterizado e biologicamente ativo, para utilização em terapia celular na regeneração de intestino, juntamente com outros fatores peptídicos. Para avaliar a atividade de rhRSPO1 na regeneração tecidual, essa será utilizada individualmente ou em conjunto com outros fatores peptídicos de crescimento recombinantes como VEGF e PDGF-BB, na cultura de unidades organoides intestinais murinas, em testes funcionais em modelo de intestino curto engenheirado (TESI), utilizando-se camundongos receptores NOD/SCID. Até o momento, a sequência codificadora do gene hRSPO1 foi sintetizada e subclonada no vetor de expressão pNU1 que será utilizado para transfecção nas células alvo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MASELLI, KATHRYN M.; LEVIN, GABRIEL; GEE, KRISTIN M.; LEEFLANG, ELISABETH J.; CARREIRA, ANA CLAUDIA O.; SOGAYAR, MARI CLEIDE; GRIKSCHEIT, TRACY C. R-Spondin1 enhances wnt signaling and decreases weight loss in short bowel syndrome zebrafish. BIOCHEMISTRY AND BIOPHYSICS REPORTS, v. 25, MAR 2021. Citações Web of Science: 0.
LEVIN, GABRIEL; KOGA, BRUNA ANDRADE AGUIAR; BELCHIOR, GUSTAVO GROSS; CARREIRA, ANA CLAUDIA OLIVEIRA; SOGAYAR, MARI CLEIDE. Production, purification and characterization of recombinant human R-spondin1 (RSPO1) protein stably expressed in human HEK293 cells. BMC Biotechnology, v. 20, n. 1 JAN 20 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.