Busca avançada
Ano de início
Entree

Distribuição espacial dos santuários de Atena em sítios gregos da Sicília arcaica

Processo: 15/11899-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2015
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Histórica
Pesquisador responsável:Elaine Farias Veloso Hirata
Beneficiário:Felipe Leonardo Ferreira
Instituição-sede: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Arqueologia grega   Santuários   Distribuição espacial   Sicília (Itália)   Análise espacial   Estudo observacional

Resumo

Para entendermos a religião dos antigos gregos é obrigatório compreender a cidade grega antiga, a pólis, respeitando a sua complexidade e variabilidade no tempo e espaço. A sociedade que vivia no espaço políade era, em essência, uma comunidade cívica e de culto. A análise da localização dos lugares sagrados em uma pólis, a relação destes com os espaços especializados da cidade grega antiga, é um caminho para a interpretação da prática religiosa e da pólis que a abriga. A pólis compreendia, materialmente, a parte urbana, área denominada ásty, a área rural de cultivo, a khóra, e as regiões de fronteira, minas e bosques, denominadas eskhatiá. Estes espaços eram perfeitamente integrados e habitados por populações que compartilhavam a língua, as práticas religiosas e formas comuns de construir o seu mundo material. A religião na Grécia antiga não era sistematizada e dogmática, porém sua integração na vida das pessoas era tão grande que não seria possível analisar a pólis, a dinâmica dos espaços públicos ou privados, a ideia de território e fronteira, sem a dimensão religiosa. Daí, muitas questões afloram: como se organizava a distribuição espacial dos santuários da pólis e, principalmente, qual o significado desta distribuição? Ou em outras palavras, os santuários das diferentes divindades se distribuíam aleatoriamente pelo território ou é possível encontrar um padrão? Para abordar estas questões escolhemos o estudo da distribuição espacial das áreas sagradas destinadas à deusa Atena em um conjunto particular de pólis, as de fundações gregas na Sicília, em época arcaica e clássica (séculos VIII a V a.C.).