Busca avançada
Ano de início
Entree

A variação da postura durante o uso do computador melhora a exposição física de trabalhadores? - efeito do uso de mesas com altura ajustável

Processo: 15/19504-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 01 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Ana Beatriz de Oliveira
Beneficiário:Dechristian França Barbieri
Supervisor no Exterior: Divya Srinivasan
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : Virginia Polytechnic Institute and State University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/24502-2 - A variação da postura durante o uso do computador melhora a exposição física de trabalhadores?: efeito do uso de mesas com altura ajustável, BP.DR
Assunto(s):Eletromiografia   Postura   Ergonomia   Fisioterapia

Resumo

Este é um estudo de ergonomia que usa a tecnologia para melhorar as condições de trabalho de pessoas que fazem o uso do computador como principal ferramenta de trabalho. Nesse estudo, foi desenvolvido um sistema, integrado a mesas com controle de altura, para lembrar os trabalhadores de mudarem a posição de trabalho (sentado/em pé). Todos os benefícios do uso dessa mesa ajustável estão sendo investigados no projeto doutorado apoiado pela FAPESP, por meio de avaliações dos aspectos físicos e psicossociais. O objetivo é investigar o efeito da variação da postura, pela introdução das mesas ajustáveis, na exposição biomecânica (física) de trabalhadores de escritório. Participaram do estudo vinte e quatro trabalhadores administrativos da Universidade Federal de São Carlos e da Universidade de São Paulo, os quais foram divididos em dois grupos. Os trabalhadores do Grupo A (12 trabalhadores) receberam a mesa ajustável e fizeram o uso de maneira livre, enquanto os do Grupo B (12 trabalhadores) receberam a mesa ajustável adaptada com um controle automático e programável, o qual foi ajustado para encorajar o trabalho em pé por 10 minutos a cada 50 minutos de trabalho sentado. Ambos os grupos receberam treinamento de ergonomia sobre o correto uso da mesa ajustável. Os aspectos psicossociais foram avaliados por questionários: Questionário Nórdico de Sintomas Musculoesqueléticos, Escala de Bem Estar e Trabalho, Necessidade de Descanso e Percepção de Produtividade. A exposição biomecânica foi avaliada no início e após dois meses de uso das mesas ajustáveis, por meio de eletromiografia (atividade muscular), inclinometria (postura) e cardiofrequencímetro (frequência cardíaca). Durante os registros, foi realizada a separação de tarefas por meio de observação direta. O desenvolvimento do novo sistema e a integração com as mesas ajustáveis foram realizados durante os primeiros dois anos do projeto. O estudo de intervenção em ambiente real de trabalho com os registros de dados está sendo aplicado ao longo do corrente ano, concomitantemente com o pré-processamento dos dados. O processamento mais complexo dos sinais registrados na coleta de dados foi planejado para ser desenvolvido durante o período de estágio no exterior, como indicado na proposta inicial de doutorado. A presente proposta prevê que ele seja realizado com supervisão da Prof. Divya Srinivasan no Departamento de Engenharia Industrial e de Sistemas na Virginia Tech - USA. Tais processamentos serão compostos pela análise de variação entre tarefas, simulações matemáticas de dados, análise estatística e também será dado início a escrita de manuscritos para publicação dos resultados do estudo. Essa cooperação internacional com os Professores Divya Srinivasan e Svend Erik Mathiassen (University of Gävle - Suécia) foi estabelecida durante o estudo de mestrado, que contou com estágio no exterior realizado na Suécia, e mantida durante o estudo atual de doutorado. Acreditamos que a introdução dessa nova tarefa produtiva de trabalho (mesa ajustável) possa aumentar a variação de exposição biomecânica e melhorar o sistema cardiovascular dos trabalhadores. Se confirmado, essa estratégia poderá ser indicada como uma opção de controle e prevenção das lesões musculoesqueléticas em trabalhadores de escritório.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BARBIERI, DECHRISTIAN FRANCA; SRINIVASAN, DIVYA; MATHIASSEN, SVEND ERIK; OLIVEIRA, ANA BEATRIZ. Variation in upper extremity, neck and trunk postures when performing computer work at a sit-stand station. APPLIED ERGONOMICS, v. 75, p. 120-128, FEB 2019. Citações Web of Science: 1.
BARBIERI, DECHRISTIAN FRANCA; SRINIVASAN, DIVYA; MATHIASSEN, SVEND ERIK; OLIVEIRA, ANA BEATRIZ. Comparison of Sedentary Behaviors in Office Workers Using Sit-Stand Tables With and Without Semiautomated Position Changes. HUMAN FACTORS, v. 59, n. 5, p. 782-795, AUG 2017. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.