Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do perfil de comunidade bacteriana associada ao muco como método de rastreabilidade para cavalos-marinhos

Processo: 15/18050-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 21 de dezembro de 2015
Vigência (Término): 20 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Pesquisador responsável:Wagner Cotroni Valenti
Beneficiário:Felipe Pereira de Almeida Cohen
Supervisor no Exterior: Ricardo Jorge Guerra Calado
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB-CLP). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental do Litoral Paulista. São Vicente , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade de Aveiro (UA), Portugal  
Vinculado à bolsa:13/22260-4 - Cultivo de cavalo-marinho em tanques-rede como alternativa comercial para comunidades litorâneas de baixa renda, BP.DR
Assunto(s):Rastreabilidade

Resumo

Esse projeto visa testar a hipótese de que o método do perfil de comunidades bacterianas associadas ao muco da pele de cavalos-marinhos pode ser utilizado como ferramenta para a sua rastreabilidade. A indústria dos animais ornamentais marinhos tem crescido de forma descontrolada e insustentável. A principal causa é o grande número de práticas ilegais, não registradas, e não regulamentadas. Praticamente não há controle sobre a circulação no mercado interno de cavalos-marinhos no Brasil. Isso se deve principalmente à falta de ferramentas adequadas para conhecer a procedência dos animais, impedindo uma fiscalização efetiva. Diante desse cenário, a certificação e a rastreabilidade são ferramentas fundamentais para direcionar a indústria dos animais ornamentais a favor da sustentabilidade. O método do perfil de comunidades bacterianas associada ao muco é um dos mais promissores para rastrear animais ornamentais marinhos. É fundamental estudar suas vantagens e limitações. Assim, serão coletados mucos de cavalos-marinhos (Hippocampus reidi) provenientes de diferentes regiões, e entre animais de mesma região em tempos diferentes. Será avaliado se o método é capaz de determinar a origem de coleta dos cavalos-marinhos, e se a comunidade bacteriana associada ao muco dos cavalos-marinhos sofre alguma alteração natural ou induzida ao longo do tempo. Após a coleta do muco, o DNA será extraido e a região variável V3 do 16S rDNA do genoma bacteriano será amplificada por meio de uma reação em cadeia de polimerase. Os DNAs amplificados serão liofilizados para serem posteriormente analisados por eletroforese em gel de gradiente de desnaturação (EGGD) e por sequenciamento.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COHEN, FELIPE P. A.; PIMENTEL, TANIA; VALENTI, WAGNER C.; CALADO, RICARDO. First insights on the bacterial fingerprints of live seahorse skin mucus and its relevance for traceability. Aquaculture, v. 492, p. 259-264, JUL 1 2018. Citações Web of Science: 1.
COHEN, FELIPE P. A.; PLANAS, MIQUEL; VALENTI, WAGNER C.; LILLEBO, ANA; CALADO, RICARDO. Optimizing packing of live seahorses for shipping. Aquaculture, v. 482, p. 57-64, JAN 1 2018. Citações Web of Science: 1.
COHEN, FELIPE P. A.; VALENTI, WAGNER C.; PLANAS, MIQUEL; CALADO, RICARDO. Seahorse Aquaculture, Biology and Conservation: Knowledge Gaps and Research Opportunities. REVIEWS IN FISHERIES SCIENCE & AQUACULTURE, v. 25, n. 1, p. 100-111, 2016. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.