Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade associada a nódulos de rodolitos do Arquipélago de Fernando de Noronha: Polychaetae

Processo: 15/15212-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2015
Vigência (Término): 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Guilherme Henrique Pereira Filho
Beneficiário:Jaqueline Barreto Lino
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Assunto(s):Invertebrados   Polychaeta   Macroalgas

Resumo

Rodolitos são nódulos de vida livre formados por algas calcárias incrustantes que formam habitats peculiares. Esses nódulos promovem estruturas consolidadas e tridimensionais que constituem micro-habitats para uma gama de invertebrados, algas e outros organismos associados. O conhecimento sobre quais são os principais organismos associados aos bancos de rodolitos e os fatores que determinam a estrutura da biota associada são questões científicas de relevância para a o conhecimento da biodiversidade marinha nacional. Além de iniciativas de exploração comercial do CaCO3 dos nódulos, bancos de rodolitos têm sido tratados com atenção pelo IBAMA nos processos de licenciamento de atividades de exploração e produção de petróleo na plataforma continental brasileira. Apesar de importantes contribuições à flora associada a bancos de rodolitos brasileiros terem ocorrido na última década, o conhecimento sobre a fauna associada aos bancos de rodolitos brasileiros é ainda escasso e insuficiente para propor áreas prioritárias para conservação desses ambientes. Entre os organismos da macrofauna que habitam bancos de rodolitos, os Polychaeta são os mais abundantes e mais ricos em muitas regiões do mundo. A partir de material amostrado no âmbito do projeto "Caracterização das comunidades bentônicas das zonas mesofóticas e rasa dos Arquipélagos de Fernando de Noronha e São Pedro e São Paulo" (Edital Universal MCT/CNPq proc. 484875/2011-6), pretendemos testar as principais variáveis preditoras da diversidade de Polychaeta associada a bancos de rodolitos. Usando bancos de rodolito do Arquipélago de Fernando de Noronha (AFN) como modelo, esperamos contribuir para esforços na classificação dos bancos de rodolitos brasileiros relacionados a maior ou menor diversidade associada. (AU)