Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos de alterações graduais ou abruptas de velocidade no aprendizado locomotor e transferência pós-AVC

Processo: 15/19197-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 25 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 24 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Thiago Luiz de Russo
Beneficiário:Carolina Carmona de Alcântara
Supervisor no Exterior: Darcy Reisman
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Delaware (UD), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:13/25805-1 - Efeitos imediatos da crioterapia sobre o desempenho neuromuscular da articulação do tornozelo e o padrão da marcha de indivíduos hemiparéticos espásticos crônicos pós-AVC, BP.DR
Assunto(s):Marcha   Reabilitação (terapêutica médica)

Resumo

O presente projeto foi delineado para determinar se a introdução de novas perturbações ou ambientes durante o aprendizado locomotor em uma esteira de duas faixas (split-belt treadmill) afeta a resposta de adaptação e melhora a transferência de aprendizagem para a marcha em solo de indivíduos pós-acidente vascular cerebral. Além disso, pretendemos determinar se algum dos déficits dos indivíduos pós-AVC (medidas clínicas) poderia afetar este processo. O paradigma de avaliação consistirá de um período de adaptação de caminhada em uma esteira (split-belt treadmill), na qual as pernas se movem em velocidades diferentes, e mudanças graduais de velocidade das faixas da esteira (Grupo 1: adaptação gradual) versus mudanças abruptas (Grupo 2: adaptação abrupta) serão realizadas. A resposta dos sujeitos na esteira e a transferência dessa aprendizagem para a marcha em solo serão testadas. Dados de cinemática a partir de marcadores reflexivos serão coletados com VICON Motion Analysis System, sincronizados com os dados analógicos (plataformas de força). As seguintes medidas clínicas serão realizadas: a) Teste de caminhada de 10 metros; b) Escala de Fugl-Meyer (domínio dos membros inferiores); c) Escala de Ashworth Modificada e Escala de Tardieu; d) Sensibilidade (teste de monofilamento). A magnitude do aprendizado locomotor e sua transferência serão mensurados utilizando-se a assimetria do comprimento do passo como a variável principal. Para comparar os resultados entre períodos de caminhada (em esteira e no solo) e entre os grupos, uma ANOVA de medidas repetidas será aplicada se os dados forem paramétricos. No caso de dados não-paramétricos, o teste de Friedman seguido de Wilcoxon (com ajuste de Bonferroni) serão aplicados para comparações de diferentes períodos de teste, e o teste T não pareado será aplicado para comparações entre os grupos. Correlações de Pearson ou Spearman serão realizadas para os dados paramétricos ou não-paramétricos, respectivamente, para testar a relação entre os déficits dos indivíduos pós-AVC (medidas clínicas) e sua capacidade de aprendizagem locomotora e transferência para marcha em solo. Será considerado como nível de significância estatística P <0,05 para todas as medidas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ALCANTARA, CAROLINA C.; CHARALAMBOUS, CHARALAMBOS C.; MORTON, SUSANNE M.; RUSSO, THIAGO L.; REISMAN, DARCY S. Different Error Size During Locomotor Adaptation Affects Transfer to Overground Walking Poststroke. NEUROREHABILITATION AND NEURAL REPAIR, v. 32, n. 12, p. 1020-1030, DEC 2018. Citações Web of Science: 0.
ALCANTARA, CAROLINA C.; GARCIA-SALAZAR, LUISA F.; SILVA-COUTO, MARCELA A.; SANTOS, GABRIELA L.; REISMAN, DARCY S.; RUSSO, THIAGO L. Post-stroke BDNF Concentration Changes Following Physical Exercise: A Systematic Review. FRONTIERS IN NEUROLOGY, v. 9, AUG 28 2018. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.