Busca avançada
Ano de início
Entree

A opereta francesa no século XIX: gêneros, encenação, recepção - para posterior estudo de seu abrasileiramento - e ações de cooperação internacional junto ao Instituto de Artes da Unicamp

Processo: 15/06188-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Teatro
Pesquisador responsável:Larissa de Oliveira Neves Catalão
Beneficiário:Larissa de Oliveira Neves Catalão
Anfitrião: Jacqueline Penjon
Instituição-sede: Instituto de Artes (IA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3, França  
Assunto(s):História do teatro   Teatro popular

Resumo

Este projeto tem como objetivo a realização de um estágio de pesquisa docente de duração de seis meses (primeiro semestre de 2016) na Université Paris 3, vinculado ao centro de pesquisa Centre de Recherches sur les Pays Lusophones (CREPAL - Professora Jacqueline Penjon), em parceria com o Institut de Recherche en Etudes Théâtrales (IRET - Professora Myriam Tanant). Trata-se de um trabalho que envolve cultura brasileira, em seu diálogo com a francesa (a ser discutido junto ao CREPAL) e teoria e história do teatro (IRET). A pesquisa será direcionada para o estudo da opereta francesa (opéra-bouffe ou opérette) do século XIX e tem como meta a redação de um ensaio que deverá servir de base para uma investigação posterior com foco nos similares brasileiros do gênero, discutindo seu processo de abrasileiramento, até a criação de operetas originais e sua importância para a historiografia teatral. O estágio tem como objetivo investigar a opereta em seu país de origem, durante o período de seu surgimento, a partir de um corpus de peças selecionadas, cujos textos foram adaptados para a cultura brasileira e encenados aqui entre os anos de 1875 e 1885. A pesquisa deverá ser debatida com as professoras que me receberão para o estágio e também junto aos colóquios, seminários e jornadas de estudos ligados ao CREPAL e ao IRET, ampliando a discussão do trabalho em andamento com outros professores e pesquisadores de ambos os centros. De modo mais abrangente, o estágio também tem o objetivo, não menos importante, de empreender parcerias de pesquisa, ensino e docência, entre o Instituto de Artes da Unicamp e os Centros de Pesquisa franceses, de modo a alavancar o processo de internacionalização do Instituto.