Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto de polimorfismos nos genes VEGF e VEGFR2, relacionados com a angiogênese, em manifestações clínicas e biológicas do tumor e prognóstico de pacientes com Linfoma Difuso de Grandes Células B

Processo: 15/15756-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2015
Vigência (Término): 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Carmen Silvia Passos Lima
Beneficiário:Angelo Borsarelli Carvalho de Brito
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Fatores de crescimento do endotélio vascular   Linfoma difuso de grandes células B   Prognóstico   Hematologia   Angiogênese

Resumo

O processo de formacao de vasos, denominado angiogênese (AG) é importante no desenvolvimento de neoplasias hematológicas, incluindo o linfoma difuso de grandes células B (LDGCB). O processo é fundamentado na participação de duas proteínas principais: o "vascular endothelial growth factor" (VEGF) e o "vascular endothelial growth factor receptor 2" (VEGFR2). Tais proteínas são traduzidas pelos genes VEGF e VEGFR2, que são polimórficos em humanos. O objetivo deste estudo é o de avaliar os papéis dos polimorfismos -2578C/A (rs699947), -2489C/T (rs1005230), -1154G/A (rs1570360), -634G/C (rs2010963), -460 C/T (rs833061) e +936C/T (rs3025039) do gene VEGF e -271G/A (rs7667298), -604T/C (rs2071559), +1192 G/A (rs2305948), e +1719A/T (rs1870377) do gene VEGFR2 nas características clínicas, biológicas do tumor e no prognóstico de pacientes com LDGCB. Serão avaliados 150 pacientes consecutivos com LDGCB atendidos no Centro de Hematologia e Hemoterapia de Campinas da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e no Hospital do Câncer A. C. Camargo. Os dados clínicos e do tumor serão obtidos do Biorrepositório do Laboratório de Genética do Câncer da UNICAMP. Os genótipos dos referidos polimorfismos serão identificados por meio da reação em cadeia da polimerase em tempo real, utilizando o sistema TaqMan®. Os significados estatísticos da diferenças entre grupos de pacientes estratificados por características clinicas e biológicos do tumor e genótipos serão avaliados por meio dos testes da probabilidade exata de Fisher ou qui-quadrado e regressão logística múltipla. Os impactos da idade, sexo, etnia, acometimento de medula óssea pelo tumor, índice de proliferação Ki-67 do tumor, estágio do tumor, Índice de Prognóstico Internacional (IPI), padrão de resposta à terapêutica e dos polimorfismos gênicos na sobrevida livre de progressão da doença (SLP) e sobrevida global (SG) dos pacientes serão avaliados pelo método de Kaplan-Meier e por análises univariada e multivariada de Cox. As análises serão realizadas com o programa estatístico SPSS 15.0 (SPSS Inc., IL, EUA). Esperamos, ao término do estudo, contribuir para o entendimento do papel da habilidade herdada para formar vasos na fisiopatologia do tumor. Também esperamos caracterizar grupos de pacientes com prognósticos distintos, que possam merecer terapêuticas diferenciadas, no moderno conceito da Oncologia personalizada.