Busca avançada
Ano de início
Entree

Alterações morfológicas e comportamentais em gerbilos isquêmicos induzidas pela exposição à nicotina e treino de marcha forçada contínua em esteira

Processo: 15/07730-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2015
Vigência (Término): 30 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:João Eduardo de Araujo
Beneficiário:Takae Tamy Kitabatake
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Gerbillinae   Comportamento motor   Isquemia   Nicotina

Resumo

A nicotina é um alcaloide líquido natural encontrado no cigarro em sua fase particulada. É considerada uma droga lícita comercializada livremente em todo o mundo e com tendência ao aumento de seu consumo, sendo desta forma, responsável direta ou indiretamente por milhões de mortes anualmente. Em estudos com modelos animais, a nicotina apresenta efeitos significativos e complexos no aparelho locomotor, dependendo do sexo e idade do animal testado. O acidente vascular encefálico (AVE) é uma importante doença neurológica e pode gerar sequelas permanentes no indivíduo. Através de mecanismos isquêmicos o AVE, até mesmo em pequenos períodos de tempo, é capaz de gerar morte celular e consequente dano a funções cerebrais. O emprego de modelos animais permite o estudo e a investigação da fisiopatologia da isquemia encefálica especialmente os modelos de isquemia global. Nesta questão, a atividade física têm se mostrado eficaz na manutenção da saúde e da saúde de estruturas encefálicas, com efeitos benéficos na memória, potencialização à longo prazo e aprendizagem. No presente trabalho iremos expor gerbilos à nicotina e produzir isquemia través de cirurgia de oclusão das carótidas, e por fim, serão analisados seus efeitos nas áreas M1, CA1 e estriado, bem como sua repercussão comportamental após o treino de marcha forcada continua em esteira por 5 dias consecutivos. Será utilizado o tempo de 15 minutos com velocidade de 5m/min. Para tanto, serão utilizados 110 gerbilos, divididos em 11 grupos (n=10): GC (Grupo Controle), GCS (Grupo Controle Salina), GCN (Grupo Controle Nicotina), GS (Grupo Sham), GSS (Grupo Sham Salina), GSN (Grupo Sham Nicotina), GSEN (Grupo Sham Estimulado Nicotina), GI (Grupo Isquemia), GIS (Grupo Isquemia Salina), GIN (Grupo Isquemia Nicotina) e GIEN (Grupo Isquemia Estimulado Nicotina). Durante nove dias consecutivos, cada animal dos grupos Nicotina receberão via intraperitoneal, uma injeção de 1mg/kg de (-)-nicotina (Sigma), dissolvido em salina, com volume recalculado de 1mg de nicotina para 1 ml de salina. Os animais do grupo Salina serão submetidos ao mesmo protocolo, porém com administração de salina. Após 3 dias de aplicação da nicotina, os animais dos grupos isquemia (GI, GIS, GIN e GIEN) terão ambas as artérias carótidas expostas e ocluídas por através de um fio de sutura durante 5 minutos. Os grupos Sham (GS, GSS, GSN e GSNE) terão o procedimento interrompido antes da oclusão. Os animais do grupo GSEN e GIEN serão submetidos à estimulação motora em 5 dias contínuos, iniciando 24 horas após o evento isquêmico. Será usado o protocolo de estimulação em esteira de 5m/min por 15 minutos. No sexto dia após a cirurgia serão coletados os dados do comportamento motor no monitor de atividades, e do equilíbrio dos animais em Rota Rod. Após a análise comportamental, os animais serão anestesiados, perfundidos e terão seus encéfalos coletados para a análise histológica do hipotálamo (CA1), estriado e área motora M1.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CASSIANO SILVEIRA, ANA PAULA; KITABATAKE, TAKAE TAMY; PANTALEO, VIVIAN MOZOL; ZANGROSSI JUNIOR, HELLO; BERTOLINO, GUILHERME; DE OLIVEIRA GUIRRO, ELAINE CALDEIRA; DUTRA DE SOUZA, HUGO CELSO; DE ARAUJO, JOAO EDUARDO. Continuous and not continuous 2-week treadmill training enhances the performance in the passive avoidance test in ischemic gerbils. Neuroscience Letters, v. 665, p. 170-175, FEB 5 2018. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
KITABATAKE, Takae Tamy. Alterações morfológicas e comportamentais em gerbilos isquêmicos induzidas pela exposição à nicotina e treino de marcha forçada contínua em esteira. 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.