Busca avançada
Ano de início
Entree

Otimização no modelo de Kuramoto de segunda ordem

Processo: 15/18027-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2015
Vigência (Término): 30 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Pesquisador responsável:Francisco Aparecido Rodrigues
Beneficiário:Denilson Antonio Marques Junior
Instituição-sede: Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Sincronização   Redes complexas   Modelo de Kuramoto

Resumo

Sincronização é um fenômeno ubiquamente observados em sistemas naturais e artificiais. Quando uma coleção de osciladores de autossustentáveis são acoplados, há uma emergência do estado síncrono se a força do acoplamento for minimamente definida. Um dos modelos mais usados para estudar sincronização em sistemas complexos foi proposto por Kuramoto na década de 70. Em redes complexas, tal modelo só começou a ser analisado a partir do início do século XXI. Uma questão importante nesse modelo é definir as condições para a emergência do estado síncrono e como a organização da rede influencia tal emergência. Recentemente, diversos trabalhos mostraram que há uma topologia ótima para ocorrência de sincronização. No entanto, as investigações realizadas consideraram apenas o modelo de Kuramoto de primeira ordem. Nesse projeto, objetivamos complementar estudos anteriores e estudar processos de otimização no modelo de Kuramoto de segunda ordem. Vamos determinar não apenas a topologia ótima para ocorrência de sincronização, mas também a configuração das propriedades dinâmica. Esse estudo será aplicado na otimização da sincronização de redes de transmissão de energia elétrica. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.