Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificando "espécies estruturantes" para projetos de restauração florestal na Mata Atlântica

Processo: 15/05832-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2015
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Ricardo Augusto Gorne Viani
Beneficiário:Crislaine de Almeida
Instituição-sede: Centro de Ciências Agrárias (CCA). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Araras , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/50718-5 - Restauração ecológica de florestas ciliares, de florestas nativas de produção econômica e de fragmentos florestais degradados (em APP e RL), com base na ecologia de restauração de ecossistemas de referência, visando testar cientificamente os preceitos do Novo Código Florestal Brasileiro, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Restauração florestal   Ecologia da restauração   Restauração ecológica   Fenologia

Resumo

A restauração ecológica de ecossistemas degradados é necessária para a conservação da biodiversidade e provisão de serviços ambientais demandados pela população. Devido à baixa cobertura florestal e à fragmentação da Mata Atlântica, o plantio de mudas em área total é a técnica de restauração florestal mais empregada nesse bioma. Nesse contexto, identificar "espécies estruturantes" que podem ser usadas na restauração florestal para acelerar o processo de sucessão por suas características de recobrimento do solo e oferta de recursos à fauna representa uma possibilidade promissora de diminuir custos e aumentar chances de sucesso desse processo. Assim, esse projeto tem como objetivo identificar potenciais "espécies estruturantes" dentre espécies zoocóricas utilizadas em projetos de restauração de Floresta Estacional Semidecidual com idade de 1 a 6 anos, implantados no Centro de Experimentos Florestais da SOS Mata Atlântica, em Itu-SP. Para cada idade de plantio de restauração serão marcados 15 indivíduos de cada espécie selecionada, e serão avaliados mensalmente, por um ano, os indicadores: fenologia foliar, da floração e da frutificação. Além disso, serão avaliados, duas vezes no ano, os indicadores: tamanho da copa, grau de interceptação da radiação solar pela copa da planta e cobertura de gramíneas sob a copa de cada árvore estudada. Esses dados serão utilizados para calcular os índices de atividade e intensidade, a cobertura do solo pelas copas e o índice de área foliar de cada espécie. Os resultados das diferentes variáveis serão comparados entre espécies de forma a identificar as espécies com maior potencial para uso como "estruturantes" em plantios de restauração florestal em regiões de ocorrência da Floresta Estacional Semidecidual.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE ALMEIDA, CRISLAINE; VIANI, RICARDO A. G. Selection of shade trees in forest restoration plantings should not be based on crown tree architecture alone. RESTORATION ECOLOGY, v. 27, n. 4, p. 832-839, JUL 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.