Busca avançada
Ano de início
Entree

Parceria público privada no setor farmacêutico: uma investigação exploratória da experiência da União Europeia

Processo: 15/20143-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 20 de novembro de 2015
Vigência (Término): 19 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração Pública
Pesquisador responsável:Regina Silvia Viotto Monteiro Pacheco
Beneficiário:Elize Massard da Fonseca
Supervisor no Exterior: Kenneth Shadlen
Instituição-sede: Escola de Administração de Empresas (EAESP). Fundação Getúlio Vargas (FGV). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of London, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:14/07725-3 - Política industrial e medicamentos no Brasil: estado, mercado e arranjo setorial, BP.PD
Assunto(s):Política industrial   União Europeia

Resumo

Este estágio de curta duração no Departamento de Desenvolvimento Internacional da London School of Economics tem por objetivo complementar os estudos de pós-doutorado sobre o Complexo Industrial da Saúde no Brasil e foi considerado na renovação da bolsa apresentada a Fapesp em Julho de 2015. Este estágio terá a duração de um mês e permitirá coletar dados da experiência de um país desenvolvido com parcerias público privado no setor farmacêutico. Além disso, permitirá explorar a literatura sobre teorias e métodos em ciência, tecnologia e desenvolvimento no setor saúde em um departamento interdisciplinar.O Brasil tem promovido parcerias público privadas com o objetivo de produzir medicamentos biossimilares (versões genéricas de produtos biotecnológicos); enquanto os Estados Unidos (EUA) e União Europeia (UE) estão interessados em desenvolver produtos como antibióticos para tratar bactérias resistentes através destas parcerias. De forma surpreendente, nos EUA e no Brasil estas estratégias são promovidas por agencias responsáveis pela vigilância sanitária e de atenção à saúde (o Food and Drug Administration nos EUA e o Ministério da Saúde no Brasil), enquanto que na UE este processo é coordenado pela Diretoria Geral de Pesquisa. Por que estas agências de pesquisa/saúde estão interessadas em modernizar o parque industrial? Este estudo qualitativo irá coletar dados sobre estas experiências e buscará explorar as motivações e mecanismos institucionais que canalizaram estas políticas, assim como suas consequências para a saúde pública. Estes achados irão contribuir para complementar a investigação no Brasil e de forma mais abrangente, entender melhor o processo de desenvolvimento da política industrial para o setor farmacêutico e suas consequências para a saúde pública.