Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo neuroetológico da associação entre estresse na vida precoce e comportamentos do tipo depressivo em ratos Wistar

Processo: 15/10478-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2015
Vigência (Término): 30 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia
Pesquisador responsável:Norberto Garcia Cairasco
Beneficiário:João Pedro Guzzi Marques
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Neuroetologia   Depressão   Transtorno depressivo   Farmacorresistência bacteriana   Proteínas proto-oncogênicas c-fos   Ratos Wistar   Imuno-histoquímica

Resumo

Eventos estressores crônicos, principalmente no início da vida, são fatores de risco para o desenvolvimento de Depressão Maior. Os Transtornos Depressivos afetarão, em algum momento da vida, 10% da população brasileira, constituindo um dos principais motivos de incapacidade e morte prematura. Décadas de pesquisa básica e clínica comprovam estreita relação entre as disfunções da dinâmica hormonal do eixo Hipotálamo-Hipófise-Adrenal e Depressão Maior. Modelos animais são ferramentas de pesquisa indispensáveis para o estudo de drogas antidepressivas e contribuem para o entendimento da neuropatologia que constitui a base dos transtornos depressivos. Ainda existe grande farmacorresistência aos tratamentos atualmente disponíveis e um dos métodos largamente utilizado no screening pré-clínico de antidepressivos é o teste do Nado Forçado. O teste foi desenvolvido por Porsolt na década de 70 e a partir dele o comportamento do tipo depressivo em roedores foi avaliado apenas com base na redução do tempo total de imobilidade. Posteriormente, alguns estudos fizeram a inclusão de alguns outros possíveis comportamentos, porém até o presente momento não foi realizado um estudo comportamental completo. Os modelos de screening de fármacos antidepressivos devem combinar ensaios comportamentais válidos com estudos sobre o substrato neuroanatômico. Nesse contexto, o objetivo desse projeto é propor uma nova abordagem neuroetológica do Teste de Nado Forçado, buscando uma correlação entre os comportamentos observados no nado a atividade neuroanatômica através da quantificação imunohistoquímica de c-Fos em núcleos específicos. Será utilizado o protocolo multimodal de Early Life Stress no período PN1-PN21 em ratos Wistar como meio de estudar o efeito do estresse crônico perinatal sobre os comportamentos do tipo depressivo e a ativação de diferentes substratos neurais.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: