Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta Imune ao Mycobacterium tuberculosis em Crianças e Adolescentes Infectados pelo Vírus da Imunodeficiência Humana

Processo: 15/21748-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2015
Vigência (Término): 18 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Marcos Tadeu Nolasco da Silva
Beneficiário:Vitor Schandler Macedo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/26862-9 - Resposta imune ao Mycobacterium tuberculosis em crianças e adolescentes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana, AP.R
Assunto(s):Crianças   Mycobacterium tuberculosis   Imunologia clínica   HIV   Adolescentes   Proliferação celular

Resumo

A importância epidemiológica da infecção pelo Mycobacterium tuberculosis se acentuou nas últimas décadas devido à grande circulação do bacilo na população mundial. Ao entrar em contato com o bacilo, crianças e adolescentes infectados pelo HIV compõem o grupo com maior risco de desenvolver a doença. A produção de citocinas é um mecanismo de ação utilizado pelos linfócitos T para mediar e regular a resposta imune contra patógenos. Com o objetivo de caracterizar esta resposta celular ao Mtb este projeto, junto ao projeto-mãe submetido à FAPESP, propõe avaliar o perfil de produção de citocinas dos eixos Th-1, Th-2 e Th-17. Esta produção será avaliada por duas técnicas distintas, quantificando citocinas presentes no meio extracelular através do sobrenadante das culturas estimuladas ou não com antígenos micobacterianos, e quantificar a presença destas citocinas no interior das células cultivadas. A quantificação das citocinas será realizada com o uso de anticorpos monoclonais específicos aplicados ao sobrenadante, com o uso do kit Cytometric Beads Array (CBA), e às células estimuladas, com uso da técnica de produção de citocinas intracelulares. A aquisição dos eventos será feita com um Citômetro FACS-Verse e os resultados analisados em software específico. A técnica de citometria têm atraído grande interesse dos laboratórios de pesquisa, devido a sua praticidade na quantificação e identificação de diversos componentes celulares. Dessa forma, o Laboratório de Pesquisa Translacional do CIPED situado na Universidade estadual de Campinas busca, através do projeto proposto, a padronização destas técnicas de quantificação para comparar e verificar possíveis associações destes resultados com outras variáveis a serem analisadas pelo projeto-mãe que constitui o pedido de auxílio à pesquisa.