Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de nanopartículas funcionalizadas com folato para o carreamento de glicoalcalóides de Solanum lycocarpum e avaliação biológica em modelos de cultivo celular 2D e 3D

Processo: 15/14665-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2015
Vigência (Término): 02 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Maria Vitória Lopes Badra Bentley
Beneficiário:Mariza Abreu Miranda
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/09025-7 - Investigação do mecanismo de ação dos glicoalcalóides extraídos de Solanum lycocarpum livres e encapsulados em nanopartículas: estudo in vitro e plataformas de cultura de células 3D de câncer de bexiga e outras linhagens cancerígenas, BE.EP.PD
Assunto(s):Nanopartículas   Cultura de células   Solanum lycocarpum   Nanotecnologia

Resumo

O carcinoma de bexiga (CB) é a segunda doença maligna mais comum do trato urinário sendo responsável por cerca de 165 mil óbitos/ano no mundo. As principais terapias para o CB incluem a imunoterapia com BCG e quimioterapia. Porém, a eficácia dessas são baixas. O tratamento do CB pela via intravesical é um desafio devido a baixa permeabilidade das moléculas no urotélio e ao baixo tempo de residência do fármaco no local, devido ao esvaziamento periódico da bexiga. Assim, uma estratégia para conseguir transpor estes desafios é a aplicação da nanotecnologia. Os glicoalcaloides (GA) solasonina (SS) e solamargina (SM), extraídos dos frutos de Solanum lycocarpum, apresentam propriedades anticarcinogênicas. Nesta linha, o presente projeto visa o desenvolvimento e caracterização de nanopartículas poliméricas funcionalizadas contendo extrato alcaloídico dos frutos de S. lycocarpum com alto teor de SS e SM, visando a obtenção de um sistema que aumente o tempo de permanência destas moléculas na bexiga e a permeação dos compostos no urotélio. Para isto, o extrato, contendo os GA, serão encapsulados, e, posteriormente essa nanopartículas serão funcionalizadas visando a obtenção de um sistema sítio-específico para células tumorais. Diferentes técnicas serão utilizadas para a caracterização das nanopartículas. Após essas avaliações e otimização do processo de preparo da formulação, ensaios in vitro em modelo de cultivo de células de câncer de bexiga 2D e 3D serão realizados, assim como ensaios moleculares. Desta forma, espera-se, além do desenvolvimento de uma formulação nanoestruturada para o tratamento do CB com compostos oriundos do metabolismo secundário da espécie S. lycocarpum, o desenvolvimento de uma plataforma de estudos de citotoxicidade de nanoestruturas em 3D. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MIRANDA, MARIZA A.; MARCATO, PRISCYLA D.; CARVALHO, IVANA P. S.; SILVA, LETICIA B.; RIBEIRO, DIEGO L.; AMARAL, ROBSON; SWIECH, KAMILLA; BASTOS, JAIRO K.; PASCHOAL, JONAS A. R.; DOS REIS, RODOLFO B.; BENTLEY, MARIA V. L. B. Assessing the cytotoxic potential of glycoalkaloidic extract in nanoparticles against bladder cancer cells. Journal of Pharmacy and Pharmacology, v. 71, n. 10 AUG 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.

Patente(s) depositada(s) como resultado deste projeto de pesquisa

Solicitação em análise e dentro do prazo legal de sigilo previsto na legislação BR1020170212629 - Universidade de São Paulo (USP) . Solicitação em análise e dentro do prazo legal de sigilo previsto na legislação - 03 de outubro de 2017