Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel do AMH na diferenciação sexual e na gametogênese de peixes teleósteos

Processo: 15/15631-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 08 de fevereiro de 2016
Vigência (Término): 07 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Pesquisador responsável:Rafael Henrique Nóbrega
Beneficiário:Marcos Antônio de Oliveira
Supervisor no Exterior: Manfred Schartl
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universität Würzburg, Alemanha  
Vinculado à bolsa:14/25313-4 - O papel do AMH na diferenciação sexual e na gametogênese de peixes teleósteos, BP.DR
Assunto(s):Gametogênese   Proliferação celular   Transdução de sinais   Determinação do sexo animal   Reversão sexual   Hormônio antimülleriano   Células germinativas   Peixes   Oryzias latipes   Sistemas CRISPR-Cas   CRISPR-Cas9

Resumo

A decisão se o primórdio gonadal bipotencial irá se desenvolver em um testículo ou um ovário é uma etapa crítica na determinação sexual dos vertebrados. Este processo consiste em uma complexa cascata gênica que culmina na diferenciação das células somáticas presentes na gônada bipotencial. Neste contexto, o Amh (hormônio anti-Mülleriano) é um importante efetor nesta decisão. Estudos com o peixe medaka hotei, no qual o receptor II do Amh (Amhr2) é mutado, mostram elevado índice gonadossomático, e reversão sexual de macho para fêmea. Com base nestas informações, postula-se que o Amh regule o número de células germinativas, e diretamente ou indiretamente este fato pode influenciar na decisão da gônada bipotencial em se tornar testículo ou ovário. Além disso, o Amh deve desempenhar um papel na gametogênese por regular a expressão diferencial de genes importantes para função gonadal. Sendo assim, o objetivo do presente projeto é avaliar a sinalização do Amh durante a diferenciação sexual e gametogênese em dois modelos experimentais, o peixe medaka (Oryzias latipes) e zebrafish (Danio rerio). Para tanto, estudos de perda-e-ganho de função gênica serão empregados; linhagens transgênicas que superexpressem, ou que tenham deficiência de amh/amhr2 serão gerados para o peixe medaka. A caracterização genotípica (para o cromossomo Y) e a histologia gonadal serão avaliadas para determinar possível reversão sexual nestas linhagens. Além disso, o número de células germinativas, taxa de proliferação celular, e liberação de andrógenos serão determinados para melhor compreender a sinalização do Amh na gametogênese em Medaka. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DU, KANG; WUERTZ, SVEN; ADOLFI, MATEUS; KNEITZ, SUSANNE; STOECK, MATTHIAS; OLIVEIRA, MARCOS; NOBREGA, RAFAEL; ORMANNS, JENNY; KLOAS, WERNER; FERON, ROMAIN; KLOPP, CHRISTOPHE; PARRINELLO, HUGUES; JOURNOT, LAURENT; HE, SHUNPING; POSTLETHWAIT, JOHN; MEYER, AXEL; GUIGUEN, YANN; SCHARTL, MANFRED. The genome of the arapaima (Arapaima gigas) provides insights into gigantism, fast growth and chromosomal sex determination. SCIENTIFIC REPORTS, v. 9, MAR 28 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.