Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel da proteína Cdc-2-Like kinase 2 (Clk2) neuronal na modulação do balanço energético

Processo: 15/16561-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Patrícia de Oliveira Prada
Beneficiário:Paula Gabriele Fernandes Quaresma Bergonsi
Supervisor no Exterior: Young-Bum Kim
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: Harvard University, Boston, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/10058-3 - ESTUDO DA REGULAÇÃO DA PROTEÍNA Clk2 EM HIPOTÁLAMO DE CAMUNDONGOS OBESOS, BP.DR
Assunto(s):Balanço de energia   Consumo de alimentos   Hipotálamo   Proteína quinase CDC2

Resumo

A capacidade de ajustar o consumo alimentar em resposta a mudanças de necessidade energéticas é essencial para a sobrevivência e o hipotálamo tem um papel importante na regulação do balanço energético de todo o organismo através da integração de sinais nutricionais e hormonais periféricos. A insulina e a leptina são hormônios que através de sinalização intracelular controlam a ingestão alimentar e o gasto energético estimulando sinais anorexígenos e reprimindo sinais orexigênicos no hipotálamo. O núcleo ARC do hipotálamo é considerado o "centro de primeira ordem" para a regulação da ingestão alimentar. No ARC, existem duas populações neuronais mais estudadas, os neurônios POMC/CART que expressam neuropeptídeos anorexígenos reduzindo a ingestão alimentar e aumentando o gasto energético; e os neurônios que expressam AgRP/NPY que são orexígenos, estimulando a ingestão e reduzindo o gasto energético. A CLK2 é uma proteína regulada por realimentação e insulina de forma dependente da via PI3K/AKT no fígado, e a sua ativação através da fosforilação em treonina do sítio 343 induz a repressão da produção de glucose hepática. Em nosso estudo preliminar, observamos que CLK2 é expressa em hipotálamo de camundongos controles e sua ativação é regulada por realimentação, insulina e leptina dependentemente da via PI3K / JAK2 / AKT; e esta regulação está diminuída no hipotálamo de animais obesos. Observamos também, que a inibição crônica de CLK2 em todo hipotálamo em camundongos controles levou ao desenvolvimento do fenótipo obeso, explicada pela diminuição do gasto energético e aumento da ingestão alimentar; a superexpressão crônica de CLK2 com adenovírus em animais obesos reverteu parcialmente o fenótipo de obesidade, o que foi explicado pelo aumento do gasto energético e pela diminuição da ingestão. Assim, nossos resultados preliminares forneceram algumas evidências de que a CLK2 hipotalâmica é importante para o controle da homeostase energética. Neste sentido os nossos objetivos são: 1) investigar se a CLK2 é expressa em neurônios NPY, AgRP e POMC no núcleo ARC do hipotálamo, por imunofluorescência; 2) produzir e injetar adenovírus associado Cre-dependente expressando CLK2 ou CLK2 mutante em animais geneticamente modificados, em que os promotores específicos do tipo de células conduzem a expressão da recombinase Cre em populações específicas de neurônios (identificados no primeiro objetivo). Em seguida, investigar o fenótipo dos animais com superexpressão de CLK2 ou CLK2 mutante em animais controles e obesos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)