Busca avançada
Ano de início
Entree

Direcionamento celular através da funcionalização de nanopartículas de sílica mesoporosas resistentes à proteína corona contendo doxorrubicina e curcumina

Processo: 15/21918-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 04 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 03 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Mateus Borba Cardoso
Beneficiário:Jessica Fernanda Affonso de Oliveira
Supervisor no Exterior: Vincent M. Rotello
Instituição-sede: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). Campinas, SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Massachusetts, Amherst (UMass Amherst), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:13/22429-9 - Síntese de nanopartículas de sílica mesoporosa funcionalizadas com anticorpos monoclonais: uma alternativa para o tratamento de linfomas Hodgkin (LH) e linfoma anaplásico de grandes células CD30+ (ALCL - CD30+), BP.DR
Assunto(s):Materiais nanoestruturados

Resumo

Devido às suas propriedades físico-químicas, nanopartículas de silica mesoporosa (NSM) têm atraído considerável atenção de pesquisadores como sistemas entregadores de droga (drug delivery), devido ao transporte eficiente de moléculas pequenas biologicamente ativas. No entanto, quando nanomateriais estão em contato com fluidos biológicos, proteínas tendem a se ligar em sua superfície, formando um recobrimento conhecido como proteína corona. Essa corona pode afetar criticamente as propriedades físico-químicas e também sua interação com sistemas vivos. Portanto, a modificação química da superfície das nanopartículas é uma ferramenta essencial para modular o seu comportamento tanto in vitro quanto in vivo. Dessa forma, esse projeto de pesquisa propõe investigar diferentes funcionalizações de superfície das nanopartículas de sílica para prevenir a formação de proteína corona e verificar uma possível melhora na eficiência das nanopartículas sintetizadas como sistemas drug delivery. As nanopartículas de sílica sem funcionalização com moléculas corona-free foram previamente sintetizadas como carregadores de fármaco para doxorrubicina e curcumina. A síntese e caracterização dessas nanopartículas foram feitas no LNLS (Campinas, Brasil). Testes biológicos in vitro têm sido realizados no LNBio (Campinas, Brasil). Os resultados obtidos foram descritos e discutidos no relatório parcial FAPESP 2013/22429-9. Nesse estágio, a aluna Jessica Fernanda Affonso de Oliveira trabalhará sob a orientação do Professor Vincent M. Rotello (Universidade de Massachusetts Amherst -UMass, EUA) cuja pesquisa é focada na área de química supramolecular através do estudo e aplicação de interações não covalentes entre nanopartículas e sistemas vivos. Professor Rotello tem grande experiência na síntese de nanopartículas livres de corona e ele publicou recentemente (2014) um artigo na ACSNano intitulado como "Fabrication of Corona-Free Nanoparticles with Tunable Hydrophobicity". Dessa forma, a aluna estará em contato com avançados protocolos de síntese orgânica para a modificação de superfície de nanopartículas usados para a prevenção da formação de proteína corona na superfície das nanopartículas, que é responsável por sua eliminação dos sistemas in vivo.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.