Busca avançada
Ano de início
Entree

Riboflavina irradiada em melanoma humano: responsividade de diferentes linhagens celulares e desenvolvimento de formulação farmacêutica para uso tópico

Processo: 15/01138-1
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2015
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Enzimologia
Pesquisador responsável:Carmen Veríssima Ferreira
Beneficiário:Marina Pereira Dias
Instituição Sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Transdução de sinais   Riboflavina   Melanoma   Neoplasias cutâneas
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Câncer de pele | Formulação de uso tópico | melanoma | Riboflavina | Transducao de Sinal

Resumo

A incidência do câncer de pele está aumentando em todo o mundo, o tipo melanoma é o de maior letalidade devido ao seu grande potencial metastático, com pior prognóstico. Assim, a busca e o desenvolvimento de novos fármacos eficazes quanto à capacidade antitumoral, antiproliferativa e antimetastática que venham adicionar ganho na eficiência terapêutica, se fazem necessários. Nosso grupo tem adicionado, na literatura, dados relevantes sobre o potencial antitumoral da riboflavina e de seus fotoprodutos, uma vez que demonstramos em diferentes modelos tumorais hematopoiéticos e sólidos, que esta vitamina do complexo B induz morte destas células por apoptose. Além disto, em termos dos mecanismos moleculares, definimos que a riboflavina irradiada é capaz de diminuir a expressão de várias proteínas envolvidas em vias de sinalização que garantem a sobrevivência, proliferação e migração das células tumorais. Vale ressaltar que algumas destas proteínas são consideradas como marcadores de agressividade tumoral. Mais recentemente, outro dado relevante, foi a constatação que a riboflavina irradiada também foi capaz de diminuir o potencial metastático das células de melanoma murino para o pulmão, em modelo in vivo. Diante destes dados e tendo em vista que: a) a riboflavina, bem como os seus fotoprodutos são naturalmente encontrados no metabolismo humano; b) a dose de efetividade de ação tumoral, nos testes in vitro e in vivo, não apresenta toxicidade para humanos; c) a riboflavina já é aprovada para uso clínico em outras patologias; d) a riboflavina irradiada apresentou efeito citotóxico também nas linhagens de melanoma humano (SKmel-2 e Skmel-28); no presente projeto tem-se como objetivos gerais a análise da responsividade de linhagens de melanoma humano, incluindo uma linhagem resistente ao vemurafenibe, à riboflavina irradiada e o desenvolvimento de formulação farmacêutica para uso tópico, contendo riboflavina e seus fotoprodutos. Portanto, o presente projeto fornecerá indicativos da possível especificidade de ação da formulação contendo riboflavina, em linhagens de melanoma com diferentes níveis de agressividade e/ou mutações nos genes RAF, p53, p16, RAS e BCL2.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.