Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão de Classe I KNOX em folhas em desenvolvimento de Mickelia scandens (Dryopteridaceae)

Processo: 15/15920-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 15 de fevereiro de 2016
Vigência (Término): 14 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica
Pesquisador responsável:Gladys Flávia de Albuquerque Melo de Pinna
Beneficiário:Rafael da Silva Cruz
Supervisor no Exterior: Barbara A. Ambrose
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : New York Botanical Garden (NYBG), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:13/26191-7 - Ontogênese foliar em espécies de Dryopteridaceae sob a abordagem morfológica de AGNEs Arber, BP.DR
Assunto(s):Evolução vegetal   Expressão gênica   Samambaia   Meristema   Folhas de planta

Resumo

Em uma planta vascular típica com folhas simples, KNOX genes são envolvidos na especificação e manutenção da identidade indeterminada do meristema apical caulinar (MAC), portanto estes genes não se expressam em primórdios foliares. Por outro lado, em algumas plantas de folhas compostas, inclusive algumas samambaias, mas com importantes exceções (e.g. leguminosas), não há expressão de genes Classe I KNOX nos primórdios foliares, lembrando a atividade do MAC. Mickelia scandens é uma samambaia bolbitidoide hemiepifítica com frondes pinadas, muito maiores na parte escandente do rizoma do que na parte terrestre, também apresentando pinas reduzidas nas frondes férteis. Mais estudos, principalmente relacionados aos genes Classe I KNOX responsáveis pelo controle da determinação de crescimento, podem prover importantes dados sobre a determinação das frondes e melhor clarificar as diferenças entre as formas escandentes e terrestres das frondes.Nós coletamos ápices caulinares e báculos em vários estágios em RNA later (para extrações de RNA) e em FAA 50 (para hibridizações in situ). O projeto envolverá extrações de RNA, amplificações degeneradas de PCR, clonagem, PCR da colônia, extrações de DNA, sequenciamento, geração de sondas, seccionamento e montagem em lâminas silanizadas, e hibridizações in situ.Nossa meta é identificar e caracterizar a expressão de genes Classe I KNOX em tecidos e células durante o desenvolvimento foliar de Mickelia scandens por meio de experimentos de hibridização in situ. Após isso, compararemos a expressão destes genes responsáveis pela determinação em folhas mais determinadas (folhas terrestres pequenas) e menos determinadas (longas folhas epífitas) e discutir os resultados com dados produzidos por nossas colaboradoras a partir de Elaphoglossum spp. de folhas simples, referente à expressão gênica. (AU)