Busca avançada
Ano de início
Entree

Aferentes renais e do quimiorreceptor no controle do tônus vasomotor simpático na hipertensão renovascular

Processo: 15/21065-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 23 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 22 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Ruy Ribeiro de Campos Junior
Beneficiário:Gisele Silvério Lincevicius
Supervisor no Exterior: Julian F. R. Paton
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Bristol, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:13/13332-1 - Possível interação entre Angiotensina II e aldosterona na hipertensão arterial renovascular em ratos Wistar, BP.DR
Assunto(s):Fisiologia cardiovascular   Angiotensina II

Resumo

A simpatoexcitação e disfunções autonômicas contribuem para o desenvolvimento e manutenção da hipertensão renovascular. O sistema renina angiotensina aldosterona (SRAA) tem um papel importante nas desordens vistas no modelo 2 rins-1 clipe (2R1C), um modelo animal de hipertensão renovascular. As ações da angiotensina II (Ang II)e aldosterona (Aldo) na disfunção baroreflexa no modelo 2R1C já é bem estudada, mas o papel relativo da Ang II e Aldo sobre a função quimioreflexa nestes modelo permanece incerta. Sabe-se que a denervação dos quimiorreceptores periféricos reduz a pressão arterial (PA), melhora a função renal e aumenta o ganho barorreflexo no modelo 2R1C. No entanto, a interação entre os rins e o corpo carotídeo sobre o controle autonômico nos animais 2R1C não é bem compreendido. O objetivo deste estudo será avaliar o crosstalk entre os rins e o corpo carotídeo sobre as disfunções autonômicas no modelo 2R1C, bem como o papel do SRAA nesta interação. Para testar nossa hipótese, nós pretendemos avaliar, através da telemetria, os efeitos da denervação do seio carotídeo sobre PA, atividade nervosa simpática (ANS), função reflexa dos barorreceptores arteriais e função renal em animais com cirurgia fictícia (Sham) e ratos 2R1C. Depois disso, a atividade dos aferentes do seio carotídeo usando a gravação do nervo inteiro do seio carotídeo e gravação de célula isolada do gânglio petrosal na preparação in situ (heart brainstem preparation) em animais sham e 2R1C serão avaliadas. Finalmente, usando também a preparação in situ, nós iremos aplicar localmente sobre o corpo carotídeo antagonistas dos receptores de angiotensina do tipo 1 (AT1) e de aldosterona, mineralocorticóide (MR) para avaliar o papel do SRAA no seio carotídeo, para isso concomitantemente medidas de mudanças na PA, ANS e função barorreflexa serão avaliadas em ratos sham e 2R1C.