Busca avançada
Ano de início
Entree

Jean Paul: o firmamento da Literatura Alemã

Processo: 15/21129-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 04 de fevereiro de 2016
Vigência (Término): 27 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia
Pesquisador responsável:Oliver Tolle
Beneficiário:Juliana Ferraci Martone
Supervisor no Exterior: Wilhelm Schmidt-Biggemann
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Freie Universität Berlin, Alemanha  
Vinculado à bolsa:15/03046-7 - As viagens de Jean Paul pela galáxia da literatura alemã, BP.MS
Assunto(s):Humor   Sonho   Linguagem   Poesia

Resumo

A intenção primordial deste projeto de pesquisa é investigar como a teoria do humor de Jean Paul e, consequentemente, sua prosa literária são baseadas numa ideia particular de analogia problemática, concebida fisiognomonica e patognomonicamente entre as duas cabeças de Janus, uma que observa seu aspecto finito, outra que observa seu aspecto infinito, e entre o aspecto terreno e divino da própria criação. Para entender como esse sutil mecanismo funciona, um excurso às ideias de Herder sobre a linguagem, poesia e mitologia natural serão de grande ajuda para localizar melhor a discussão de Jean Paul a respeito do humor. Além disso, pretendo mostrar, utilizando as categorias de Erich Auerbach (Mimesis) acerca do realismo moderno e da divisão de gêneros, como o "realismo" de Jean Paul se enquadra exatamente na descrição de Dante dada por Auerbach: "a comédia, inter alia, é um poema didático", no qual todos os possíveis elementos da realidade (mitologia, história, cosmologia, lenda, sublime, homem, paisagem etc.) encontram uma voz. O humor permitiu a Jean Paul que manifestasse sua surpreendente criatividade e seu gênio e criasse seu próprio Polyhistor e sua própria Allwissenheit.