Busca avançada
Ano de início
Entree

Viabilidade de cistos de Toxoplasma gondii em carnes suínas processadas por maturação provenientes de animais experimentalmente infectados

Processo: 15/20649-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2015
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Solange Maria Gennari
Beneficiário:Bruna Farias Alves
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Toxoplasmose   Suínos   Bioensaio   Doenças parasitárias

Resumo

Doenças causadas por ingestão de alimentos são, em sua maioria, subdiagnosticadas e comunicadas às autoridades sanitárias. Toxoplasma gondii é um agente zoonótico de alta prevalência em praticamente todas as regiões do mundo e tem nos alimentos, em especial nas carnes ingeridas cruas ou mal cozidas, uma importante via de infecção para o Homem. T. gondii infecta mamíferos e aves e, no Brasil, foi isolado de animais produtores de alimentos, como ovinos, caprinos, suínos, capivaras e galinhas. O congelamento de carnes a temperaturas inferiores a -12oC, cozimento a 60oC, técnicas de cura com cloreto de sódio a 2% e lactato de sódio a 2% e irradiação com raios gama em dose superior a 0,4 KGy já provaram ser eficazes tornando os cistos teciduais de T. gondii inviáveis. O tratamento de cortes cárneos pela maturação vem crescendo no país. Esta técnica permite amaciar a carne por meio da ação de proteases endógenas em anaerobiose e sob refrigeração. Para isso, as porções cárneas são embaladas a vácuo e estocadas sob refrigeração em temperaturas próximas de 0oC por períodos que variam de 7 a 21 dias. As proteases envolvidas neste processo são principalmente as caspases, calpaínas, proteasoma e catepsinas. Apesar da ampla distribuição no varejo, não há estudos que confirmem se este método tenha alguma ação sobre cistos teciduais de T. gondii. O objetivo deste projeto é utilizar a técnica de maturação em cortes cárneos de suínos experimentalmente infectados por T. gondii e testar a viabilidade dos cistos teciduais do parasito por meio do bioensaio em gatos e em camundongos. Para tal, suínos serão infectados oralmente com oocistos e depois de oito semanas, quando a infecção atingir a fase crônica (presença de cistos teciduais), os suínos serão sacrificados e metade de suas carcaças será tratada pelo método da maturação e a outra metade será mantida sem tratamento, como controle. Estas carnes serão bioensaiadas em grupos de gatos, diretamente por ingestão oral, e em grupos de camundongos subcutaneamente, após processamento por digestão péptica, para confirmação ou não da infecção pelo coccídio, oferecendo informações sobre a viabilidade dos cistos teciduais de T. gondii e contribuindo, desta maneira, para aumentar o conhecimento sobre a biologia do parasito.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ALVES, BRUNA FARIAS; GENNARI, SOLANGE MARIA; OLIVEIRA, SOLANGE; SOARES, HERBERT SOUSA; CONTE-JUNIOR, CARLOS ADAM; DUBEY, JITENDER PRAKASH; AMAKU, MARCOS; PENA, HILDA FATIMA JESUS. The impact of dry ageing vacuum-packed pork on the viability of Toxoplasma gondii tissue cysts. FOOD MICROBIOLOGY, v. 86, APR 2020. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ALVES, Bruna Farias. Viabilidade de cistos de Toxoplasma gondii em carnes suínas processadas por maturação provenientes de animais experimentalmente infectados. 2017. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.