Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação prospectiva da ocorrência de hipotensão arterial durante a internação de pequenos animais no período de Jun/2015 a Jun/2016

Processo: 15/20354-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2015
Vigência (Término): 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Silvia Renata Gaido Cortopassi
Beneficiário:Barbara Rezende Bertizola
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Anestesiologia   Hipotensão   Fármacos   Gatos   Cães   Pressão sanguínea   Monitoramento

Resumo

Considera-se hipotensão arterial, valores de pressão arterial sistólica abaixo de 90 mmHg e de pressão arterial média inferiores a 60 mmHg, os quais promovem hipoperfusão grave, necessitando de tratamento de urgência. Casos de hipotensão arterial em animais são frequentes e possuem diversas etiologias, podendo essa ser gerada por sepse, hemorragia ou choque cardiogênico, por exemplo. A importância da necessidade de monitoração em pacientes graves surge da possibilidade de hipoperfusão gerada pela hipotensão, o que pode acarretar disfunção de múltiplos órgãos, afetando principalmente rins e cérebro, órgãos sensíveis à baixa oxigenação. Além disso, a hipotensão arterial pode anteceder o estado de choque e, senão tratada imediatamente, possui alta taxa de mortalidade. O estudo será feito a partir da identificação da hipotensão arterial em animais no serviço de monitoração intensivo, avaliando-se as principais características demográficas, a afecção principal, o tipo de tratamento instituído, seja ele, fluidoterapia ou uso de agentes vasoativos e se houve ou não responsividade, dividindo-se os animais em grupos pré-determinados pelo tipo de tratamento. As análises serão realizadas com o auxílio dos testes de Shapiro-Wilks, qui quadrado e exato de Fisher.