Busca avançada
Ano de início
Entree

Condição de saúde bucal de pacientes com Síndrome de Sjogren

Processo: 15/07249-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2016
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Ana Carolina Fragoso Motta
Beneficiário:Vanessa Tonetto Marques
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Doenças periodontais   Cárie dentária   Estomatologia   Síndrome de Sjögren   Candidíase

Resumo

Síndrome de Sjögren (SS) é uma doença sistêmica autoimune, crônica, caracterizada por infiltração linfocítica das glândulas exócrinas, e secura de olhos e boca. A cavidade oral é um dos sítios afetados pela doença, e a maioria das manifestações têm como causa primária a hipofunção das glândulas salivares e consequente hipossalivação. Além da xerostomia, os pacientes podem apresentar cárie, doença periodontal e candidíase. Apesar da conhecida predisposição a infecções orais, a real evidência da associação entre a SS e estes achados orais ainda não são bem conhecidas. Desta forma, este trabalho pretende descrever e analisar a condição bucal de pacientes com SS. Pacientes em atendimento na Divisão de Reumatologia e Oftalmologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP ou Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto - USP (FORP-USP) para tratamento da SS, durante o período de Agosto de 2015 à Agosto de 2016, que concordarem e atenderem aos critérios de inclusão, participarão do estudo. Serão investigadas informações relativas à idade, sexo, etnia, forma clínica, secura de boca e olhos, exames laboratoriais específicos para o diagnóstico da SS e uso de medicamentos por meio da revisão dos prontuários médicos. Apenas os casos que foram diagnosticados de acordo com os critérios do Grupo de Consenso Americano-Europeu (2002) serão incluídos no estudo. Além destes dados clínicos relativos à SS, será realizado exame físico da cavidade bucal, quando será avaliado o fluxo salivar não-estimulado, índice de biofilme dentário, a condição periodontal e de dentes, a presença de candidíase e o estado de reabilitação oral. O grupo controle consistirá de indivíduos referenciados à FORP-USP para tratamento odontológico de rotina, pareados por sexo e idade. Serão excluídos pacientes que tenham sido submetidos à radioterapia de cabeça e pescoço, com história de neoplasias e infecções em glândulas salivares, infecção pelo vírus da imunodeficiência adquirida, sarcoidose, hepatite viral, diabetes mellitus e fumantes. Este estudo foi submetido e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da FORP-USP (CAAE: 27765714.0.00005419), e os pacientes deverão dar o consentimento livre e esclarecido de acordo com a Declaração de Helsinki. Os resultados deste trabalho possibilitarão o estabelecimento de condutas preventivas e terapêuticas a este grupo de pacientes.