Busca avançada
Ano de início
Entree

Concepções de estado em disputa: uma análise dos governos FHC e Lula através da ação dos agentes da diplomacia

Processo: 15/20610-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Roberto Grün
Beneficiário:Leandro Garcez Targa
Supervisor no Exterior: Frederic Lebaron
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : Université de Versailles Saint-Quentin-en-Yvelines (UVSQ), França  
Vinculado à bolsa:13/03048-4 - Concepções de estado em disputa: uma análise dos governos FHC e Lula através da ação dos agentes da diplomacia, BP.DR
Assunto(s):Sociologia política

Resumo

A tese que está sendo confeccionada analisa a diplomacia do Estado brasileiro com foco no período de transição entre os governos Fernando Henrique Cardoso (FHC) e Luiz Inácio Lula da Silva (Lula). Para isso estamos estudando as ações dos diplomatas ligados ao Ministério das Relações Exteriores (MRE) e Instituto Rio Branco (IRBr), instituições que possuem o monopólio da formulação da política externa brasileira, seleção e formação dos diplomatas brasileiros. O objetivo principal do trabalho é estudar o Estado brasileiro em transformação no período através de um de seus aspectos: a formulação e condução da política externa. A base teórica de análise é a sociologia de Pierre Bourdieu, pouco utilizada em pesquisas sobre os diplomatas e a diplomacia brasileira. A partir desta perspectiva teórica, concebemos a diplomacia do Estado brasileiro e suas instituições como o campo dos diplomatas do Estado brasileiro. Este campo é formado por agentes que estão em constante disputa pelo domínio dos critérios de conversão de capital social, econômico, político em capital simbólico, e assim alcançarem o topo da hierarquia do campo. A principal hipótese de trabalho é que a política externa brasileira é o resultado dessas disputas internas do campo dos diplomatas, as quais são influenciadas pelas (ao mesmo tempo em que influenciam as) dinâmicas relacionais de outros dois âmbitos de atuação dos diplomatas: o metacampo do poder, o Estado, e o metacampo das relações internacionais. Entender o campo dos diplomatas pressupõe fazer uma análise histórica relacional do campo e seus agentes. A partir desse princípio, estudamos principalmente dois "jogos" do campo dos diplomatas a) as discussões sobre a formação da ALCA (Área de Livre Comercio das Américas); e b) as alterações no processo seletivo para o ingresso no IRBr na transição dos governos dos ex-presidentes citados. Estamos fazendo uma prosopografia comparadas dos principais agentes do campo envolvidos nestes dois jogos. O estágio de pesquisa planejado e exposto neste projeto será de fundamental importância para o desenvolvimento da pesquisa em curso. O Professor Frederic Lebaron é um especialista na teoria de Bourdieu, especialmente sobre estudos de Sociologia das Elites, Sociologia Política e Metodologia de pesquisa. Lebaron é um pesquisador que já realizou diversas atividades com o Nesefi, em São Carlos, participando inclusive do debate que originou esta pesquisa, em 2012. O estágio de pesquisa com o Professor Lebaron permitirá que o bolsista também entre em contato com o Laboratoire Printemps (Professions, Institutions, Temporalités) um UMR (unité mixte de recherche) em Sociologia do CNRS (Centre National de la Recherche Scientifique) e da Université de Versailles St-Quentin-en-Yvelines. O contato do bolsista com os pesquisadores, seminários e bibliotecas do Laboratoire Printemps e de outros centros de pesquisa de Paris e do restante da Europa preencherá uma lacuna importante da pesquisa sobre o campo dos diplomatas, que não encontra muitos interlocutores no Brasil.